Em depoimento, irmã de Amber Heard diz que implorou para que ela não casasse com Depp

Amber Heard
Amber Heard (Reprodução)

Whitney Henriquez, irmã mais nova de Amber Heard foi uma das testemunhas ouvidas pelo júri que está julgando o processo que Johnny Depp está movendo contra o jornal The Sun por tê-lo chamado de ‘espancador de mulheres’ em uma matéria publicada em 2018. Nesta quinta-feira, 23, um depoimento por escrito de Henriquez foi lido no tribunal onde ela disse que passou mal ao saber que a irmã se casaria com o ator.

De acordo com o site Page Six, ela disse que sentiu que ele era um homem abusivo, e que a relação já começou cheia de altos e baixos. “Eu disse a ela que era uma má ideia [se casar com Depp], implorei para ela não seguir com isso e disse que ela deveria acabar [com o relacionamento], porque não ia melhorar”, disse Henriquez que explicou que já tinha visto hematomas no corpo de Amber ainda na fase em que a atriz e Depp estavam namorando.

Ela explicou que chegou a questionar Heard várias vezes dizendo que colocar um anel em seu dedo não faria com que ele parasse de bater nela, e chegou a confrontar o astro de Piratas do Caribe diretamente. “Às vezes, ele negava ou minimizava dizendo ‘Não, eu só a empurrei, não bati nela’”, disse ela, acrescentando outras vezes que ele tentava justificar o ocorrido.

Ela disse que morava acima do apartamento do casal, no mesmo prédio e conseguia ouvir as brigas, e em uma delas, chegou a ir até lá ver o que estava acontecendo. Segundo seu relato, ao chegar se deparou com Johnny jogando uma latinha em sua enfermeira particular, que ele contratou para tentar mantê-lo sóbrio.

“Quando ele chegou ao topo das escadas, ele estava me puxando para trás para que ele pudesse chegar a Amber. Lembro-me de ter medo porque estava preocupada em cair para trás e cair das escadas. Quando ele estendeu a mão para me empurrar, Amber de repente se arrastou para a frente e bateu nele e disse ‘Não bata na minha irmã’. De alguma forma, fui empurrada para fora do caminho, então eu não estava entre eles, mas eu estava ali ao lado deles quando Johnny a agarrou pelos cabelos com uma mão e eu o vi socá-la com força na cabeça com a outra mão várias vezes”, disparou ela que disse que o ator em outra ocasião ameaçou cortar seu rosto com os cacos de uma garrafa.