Em guerra com o estúdio, Ray Fisher rebate Warner Bros

Ray Fisher (Foto: Divulgação)
Ray Fisher (Foto: Divulgação)

Ray Fisher, conhecido por interpretar o Ciborgue em Liga da Justiça de 2017, acusou o diretor Joss Whedon de várias condutas inapropriadas no set do filme, e com isso, a Warner começou uma investigação interna. Nas últimas semanas, Fisher voltou para as redes sociais onde revelou que Walter Hamada, o presidente da DC Films, pediu a ele não citar Geoff Johns em suas acusações, o que gerou uma resposta da Warner.

No final de semana, Ray Fisher voltou às redes sociais para responder o comunicado da Warner. No Twitter ele escreveu: “Obrigado por todo o apoio e por verem através da tentativa desesperada da Warner Bros de me descreditar, para continuar protegendo aqueles que estão no poder. Eu me encontrei com o investigador pelo Zoom em 26 de agosto. Abaixo segue o email que eu mandei para minha equipe e para o SAG-AFTRA [Sindicato de atores] logo em seguida”.

E neste tweet anexou um email onde escreveu o seguinte: “Hey, Equipe. Acabei de sair de uma chamada com o investigador. Tive que terminar a entrevista mais cedo antes de dar detalhes pra ele. Ele definitivamente foi colocado no caso pela Warner Bros. Pictures e não pela Warner Media. O que ele descobrir vai ser enviado diretamente e exclusivamente para o departamento legal da Warner Bros. Pictures. Ele também tinha outra pessoa na linha, como uma testemunha, algo que nós não fomos informados antes. Eu disse pra ele que precisaria ter um representante na chamada comigo, como uma medida de segurança para mim mesmo. Ele tentou me manter na chamada, mas eu disse que iria precisar me consultar com minha equipe antes de proceder. Podemos fazer uma chamada para discutir isso logo? Atenciosamente, Ray”.

Logo em seguida, Fisher fez uma nova publicação solicitando um investigado independente: “Também vale a pena mencionar que eu deixei claro para o mundo, em 21 de agosto, que eu iria examinar o investigador para garantir um processo justo e que protegesse todas as testemunhas. Warner Bros. tem levado isso para um nível totalmente diferente, mas hoje eu estou pronto para esse desafio”.

A posição da Warner sobre as denúncias de Ray Fisher

No comunicado que foi divulgado pelo THR, a Warner diz que Ray Fisher e Walter Hamada se reuniram para discutir a participação do ator no filme do Flash. Durante a reunião, Fisher voltou a falar sobre o ambiente tóxico no set de Liga da Justiça. O comunicado ainda revelou que Fisher não está cooperando na investigação interna sobre a conduta de Joss Whedon.

Formado em administração e psicologia. Adora cartoons, animes e series animadas. Atualmente faz curso de desenho com especialização em cartoons.

ankara escort