Em novo depoimento, Johnny Depp explica cabeçada em Amber Heard

Amber Heard e Johnny Depp
Amber Heard e Johnny Depp (Reprodução)

Em um novo dia de julgamento, Johnny Depp explicou que não teve a intenção de dar uma cabeçada em Amber Heard em 2015. O ator na semana passada foi questionado no tribunal sobre a agressão contra a ex-esposa, que teria acontecido dentro de uma aeronave em que ambos estavam. Movendo processo contra o tabloide britânico The Sun por tê-lo chamado de ‘espancador de mulheres’, em uma das capas publicadas em 2018, ele se defendeu das acusações dizendo que na verdade tentou prender os braços de Heard para que ela não o atacasse num acesso de fúria.

Foram apresentadas gravações dele aos gritos dizendo que a cabeçada que ele deu tinha sido na testa de Amber, já que nas imagens ela gritava, alegando que ele tinha quebrado seu nariz. O incidente é uma das 14 alegações de violência doméstica, todas negadas pelo ator de 57 anos, mas David Sherborne, advogado dele explicou que as testes do ator e da estrela de Aquaman entraram em conflito por ele estar tentando segurá-la, e impedindo-a de bater nele.

Sherborne perguntou: “Você foi violento com a Sra. Heard de alguma forma?”, então Depp respondeu: “Não, senhor.” Sherborne perguntou: “Você pretendia cabeçada nela?”, O ator disse: “De jeito nenhum”. Sherborne então se referiu à tal gravação de uma conversa entre Depp e Heard, feita sem o conhecimento do ator, quando eles se encontraram em um quarto de hotel em San Francisco em julho de 2016, pouco depois de Heard ter obtido uma ordem de restrição contra ele, em que ele aparece dizendo: “Eu te dei uma cabeçada na p**** da testa. Isso não quebra um nariz”.

Depp explicou que foi Amber quem pediu para se encontrar com ele, e ele foi mesmo quebrando a restrição de manter 150 pés de distância dela. O assunto voltou à tona depois que Sasha Wass, advogada do The Sun sugeriu que Depp havia inventado essa versão. O ator também foi questionado sobre uma mensagem de texto que recebeu do pai de Heard, David Heard, após o suposto incidente, no qual ele disse que sabia que sua filha precisava de ajuda com seu temperamento, assim como o ator também precisava por seus problemas com bebida e drogas. No texto, o ex-sogro teria escrito: “Mas eu ainda te amo como um pai ou irmão.”

Sherborne perguntou: “Se Lily-Rose… se sua filha lhe dissesse que seu marido a tinha esbofeteado repetidamente, socado ela, deliberadamente batido no nariz dela, agarrado-a pelos cabelos, arrastado-a para cima pelo cabelo, puxado pedaços de seu cabelo para fora, você ainda enviaria uma mensagem para ele dizendo ‘Eu te amo como um irmão ou pai’?”. Depp respondeu: “Definitivamente não.” O julgamento ainda deve durar mais três semanas.