Emily em Paris: Chef na série, ator conta que já trabalhou como cozinheiro

Lucas Bravo e Lily Collins em Emily em Paris (Imagem: Divulgação/ Netflix)

A nova série de sucesso da Netflix, Emily em Paris, já deixou muitas pessoas querendo mais. Apesar de algumas críticas por causa dos clichês e estereótipos, a trama leve e o plano de fundo romântico conquistaram muitas pessoas. A comédia romântica, criada por Darren Star (Sexy and the City), acompanha uma jovem americana (Lily Collins) em sua adaptação profissional e social na capital da França.

Logo no início, ela conhece Gabriel (Lucas Bravo), um chef de cozinha muito charmoso. Resistir a química explicita entre eles não é nada fácil. E pra piorar, Emily descobre, após dar um beijo no chef, que ele não é solteiro. Entre confusões e outros homens interessantes, Emily e Gabriel chegam ao final da temporada com uma conexão inegável e difícil de ignorar.

Em entrevista concedida à Entertainment Weekly, o ator francês falou sobre o seu personagem, os estereótipos na trama e ainda revelou que já trabalhou como cozinheiro na vida real. “Eu posso cozinhar! Na verdade, eu era cozinheiro”, contou. “Alguns anos atrás, eu estava trabalhando neste bar e um dos sub chefs saiu e eu disse a eles: ‘Acho que não posso aprender mais nada no bar. Posso ajudá-los?’ E ele aceitou. Então, por dois meses, eu fui basicamente um subchefe e me diverti muito. Era uma cozinha aberta para que os clientes pudessem nos ver, mas era muito divertida”.

Questionado se ele discordou de algum dos estereótipos franceses ou americanos, Lucas Bravo se mostrou muito tranquilo e até concordou com algumas representações. “Bem, eu realmente gostei daquela cena em que Emily está se apresentando à mesa do Savoir e Luke levanta a mão e ele diz, ‘Por que você está gritando?'”, disse. “E também o fato de que as pessoas [em Paris] simplesmente fumam um cigarro atrás do outro – é tão verdade. Existem muitas referências com as quais só posso concordar. É apenas divertido. Sem julgamento”.

Sobre o que mais gostou no seu personagem, o ator respondeu: “Não tínhamos muita informação porque eles estavam escrevendo enquanto estávamos filmando. Darren gosta de realmente conhecer as pessoas que ele escalou para o programa, para que ele possa evoluir com sua própria personalidade. Torna-se meio pessoal, o que é ótimo. Mas eu tive dois ou três episódios [antes de filmar]. Obviamente, como um personagem em conflito que está meio perdido, ele está procurando por excitação e curiosidade e eu me senti atraído por isso porque, como ator, você está sempre esperando e se questionando. Eu me reconheço nisso”.

Os dez episódios da primeira temporada de Emily em Paris estão disponíveis na Netflix.

 

Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), apaixonada por literatura, cartas e pela magia do cinema. Escritora de histórias e trajetos dos amores.