Entenda por que dois filmes da Marvel quase não saíram do papel

Marvel
Logo da Marvel (Reprodução/Facebook – Marvel)

A decisão de produzir um filme nunca é tão simples assim. Recentemente, a companhia Marvel passou por um dilema com duas produções, que quase não saíram do papel. A informação foi revelada pelo CEO da Disney, Bob Iger, em sua autobiografia, lançada há pouco tempo. Segundo ele, a Disney ficou receosa de lançar Pantera Negra (2018), dirigido por Ryan Coogler, e Capitã Marvel (2019), cuja realização ficou a cargo da dupla Anna Boden e Ryan Fleck. O motivo do impasse foi a argumentação de um executivo da empresa.

Em sua autobiografia, Iger conta que um acionista da Marvel ficou com medo especificamente do filme solo do Pantera Negra, longa da Marvel recém-indicado ao Oscar de Melhor Filme, porque, segundo esse empresário, personagens negros não conseguiam alcançar bilheterias muito significativas no mercado internacional. Apesar disso, o filme foi levado às telonas e se mostrou um recente sucesso para a Marvel, que já prepara sua continuação.

“Estou nesta indústria tempo suficiente para ouvir todo tipo de argumento ultrapassado e eu aprendi sobre eles justamente isso: são apenas velhos e fora de onde o mundo está hoje”, diz Iger em um trecho de sua autobiografia. O chefão da Disney ainda completou: “Nós tivemos a chance de fazer um grande filme e mostrar um segmento excluído dos Estados Unidos”.

Bob Iger explicou ainda que foi preciso convencer os executivos da Marvel a pararem de “criar obstáculos” com Pantera Negra. Ao que tudo indica, Capitã Marvel passou pela mesma situação. E, enquanto um filme protagonizado por um ator negro alcançou excelentes US$ 1,3 bilhão nas bilheterias mundiais, o primeiro filme da Marvel que teve uma mulher como protagonista chegou à ótima marca de US$ 1,13 bilhão em receita para a empresa, também em sua passagem pelos cinemas. Capitã Marvel 2 também está em preparação pela companhia.

Possui Mestrado em Comunicação e Graduação em Jornalismo. Pesquisa cultura pop e também trabalha com o tema.