Megan Fox (Reprodução)

Ser mundialmente famoso é sem dúvida o sonho de muita gente, porém o reconhecimento quase sempre vem a um preço alto. Foi o caso da atriz Megan Fox, que viu sua vida mudar completamente graças ao sucesso da franquia “Transformers“, culminando no que ela afirma ter sido um surto mental.

Megan é até hoje lembrada como um dos principais símbolos sexuais da primeira década dos anos 2000 graças à sua personagem Mikaela Banes nos filmes produzidos por Michael Bay. Em nova entrevista concedida ao programa Entertainment Tonight, a atriz revelou que o período, que culminou também com o terror “Garota Infernal”, foi um dos piores da sua vida.

Não foi apenas naqueles filmes, eram todos os dias da minha vida, o tempo todo, com todos projetos e produtores com os quais trabalhei”, afirmou ela sobre a constante sexualização que sofria por parte de Hollywood. “Aquilo foi a gota d’água pra mim. Eu realmente tive um surto mental durante o qual eu não queria me envolver com nada”.

Megan continuou explicando como a forma através da qual foi pintada pela mídia refletiu na sua relação com o público. “Eu não queria ser vista, não queria tirar uma foto, andar em um tapete vermelho. Não queria sair em público pelo medo, pela absoluta certeza de que ririam ou cuspiriam em mim, que iriam apontar o dedo e gritar alguma coisa, que eu seria apedrejada ou algo assim. Entrei em um momento muito sombrio depois disso”.

Mudanças

Fox declarou que as melhorias trazidas pelo movimento #MeToo chegaram tarde demais para ela, e que na época, suas críticas à forma como a indústria tratava as mulheres não foram ouvidas ou levadas a sério.

Eu sinto como se estivesse à frente do movimento muito antes que ele acontecesse. Quando abri o coração as pessoas disseram, ‘Bom, f*da-se. Não ligamos, você merece’, por causa da minha aparência e da forma como eu me vestia”.  O próximo projeto de Megan é a comédia dramática “Zeroville”, dirigida por James Franco.

Comentários

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui