Alexandre Frota vai à polícia contra jovem que o desacatou

Alexandre Frota fez boletim de ocorrência após acusação de jovem (Foto: Divulgação/Câmara dos Deputados)
Alexandre Frota fez boletim de ocorrência após acusação de jovem (Foto: Divulgação/Câmara dos Deputados)

Deputado federal (PSDB-SP), Alexandre Frota foi à polícia e registrou um boletim de ocorrência contra Liziane Gutierrez por desacato e injúria. No último fim de semana, a Miss Bumbum estava em uma festa clandestina e fez acusação contra o político após abordagem da polícia.

Liziane estava em uma festa com a presença de cerca de 500 pessoas no último domingo (11). Realizado no Jardins, bairro nobre de São Paulo, o evento descumpriu regras sanitárias e a polícia fechou o local.

“Agentes do 78º Distrito Policial (Jardins), em apoio ao Comitê de Blitz, já haviam se deslocado até um imóvel residencial onde, em tese, funciona um escritório de advocacia, no Jardim América, e flagraram mais de 486 pessoas – a maioria sem máscaras — consumindo comida, bebida, cigarro e música ao vivo”, disse a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo.

“Na ocasião, foram apreendidos tickets e comandas de consumo. A responsável pelo local foi conduzida à delegacia, onde foi elaborado boletim de ocorrência e ela autuada por infração de medida sanitária preventiva. A força tarefa que contou com o apoio dos órgãos Municipais e Estaduais de Vigilância, efetuou a interdição do local, multa por aglomeração, falta de uso de máscara, falta de sinalização entre outras, comunicou o órgão da prefeitura em nota.

Acusação contra Alexandre Frota

Durante a abordagem da polícia no local, a Miss Bumbum soltou xingamentos e fez acusação contra o deputado, que também estava no local e filmava a ação. “Vocês são uns merdas, sabe por quê? Alexandre Frota assediou todo mundo nessa p*rra, disparou ela.

No dia seguinte ao ocorrido, Liziane confessou que errou e se justificou dizendo que quando mandou todos para a “favela”, se referia aos policiais.

Não menosprezei nenhum lugar e nenhuma pessoa. Só respondi o que ele [a pessoa] tinha falado, mas de uma forma errada. Ele falou: ‘É mais fácil invadir festa na favela do que aqui’. Eu falei: ‘Então, vai para a favela, caralho'”, disse ela.

Diante a acusação, Alexandre Frota levou o caso à polícia. Ele foi à 78ª Delegacia de Polícia e fez um boletim de ocorrência contra a jovem.

“Saindo da 78ª Delegacia de Polícia. Boletim de ocorrência feito por desacato e injúria dentro do inquérito aberto pela Polícia Civil contra essa mulher. Ela foi intimada a comparecer à Delegacia de Polícia, mas não retornou”, informou ele.

“Disse que era advogada, mas na OAB [Ordem dos Advogados do Brasil] não tem carteira [de advogada] e, sim, de estagiária. Artigos 138 e 331”, explicou o deputado.

Vitor Peccoli
Publicitário formado pela Faculdade Pitágoras e roteirista pela Casa Aguinaldo Silva de Artes. Atua no jornalismo de TV e famosos desde 2013.
Veja mais ›