Após desabafo, Karin Hils afirma que coisas boas estão próximas

Karin Hils comentou sobre repercussão após auxílio emergencial (Foto: Reprodução)

No início da semana a ex-Rouge, Karin Hils, usou as redes sociais para desabafar sobre a sua situação financeira. No dia do relato, a artista comentou que estava em uma fila imensa, esperando para sacar uma parcela do auxílio emergencial do governo, e brincou que viver da arte era complicado. Agora, depois de toda repercussão, a musa através de um texto no Instagram, agradeceu o carinho do público.

Primeiramente eu quero agradecer as mensagens de apoio, demonstrações de carinho, sororidade e principalmente empatia. Eu sempre fiz questão de desconstruir junto ao meu público a glamourização da minha profissão. Agir assim sempre fez sentido para mim e de uma certa forma faz com que as pessoas se aproximem de mim por aquilo que eu sou de verdade“, iniciou a famosa.

Ela continuou, e assim como a maioria dos Brasileiros que vivem da música, se sentiu frustrada em notar todos os seus planos relacionadas à arte, serem adiados.  “Eu me senti frustrada em meio a essa pandemia, afinal, eu vivo do/e para o meu trabalho. Amo o que faço e por isso é agoniante tudo o que está acontecendo, não só comigo, mas com muitos colegas que trabalham com arte, seja na frente do público ou nos bastidores”, contou ela, que justificou o primeiro desabafo, como forma de saberem sobre a sua história.

Desejo a todos oportunidades para que possam se reestruturar, estamos juntos, independente da profissão ou situação de cada um. Todos merecem ter qualidade digna para sua sobrevivência. Vamos juntos passar por esse momento. As pessoas que me conhecem sabem que não costumo usar rede social para palanque de polêmicas e exposição de assuntos íntimos. Mas achei necessário fazer aquele desabafo para compartilhar com vocês a narrativa sobre a minha própria história.

Por fim, ela deixou claro que ser preta e mulher no Brasil, é lutar ainda mais.“Saibam que eu estou bem, me reinventando e estudando. O lado bom disso tudo é que em meio a tanto bafão (Meu Deus do céu! Eu realmente não contava com toda essa repercussão) estão surgindo coisas boas, com bons parceiros, e que tenho certeza que em breve vocês vão ver algumas postagens pelas minhas redes. Lógico, tudo isso se confirmando, eu farei a suspensão imediata do benefício, pois considero esse um dever ético quando não se necessita mais de tal benefício. Não são todos os dias que a gente consegue ser forte, mas é preciso manter a cabeça erguida e ter fé, afinal, aqueles que nos protegem não dormem. Ser preta e mulher nesse país faz com que tenhamos que lutar muitas vezes muito mais para sobreviver e sermos vistas”, concluiu Karin Hils.

Confira:

https://www.instagram.com/p/CDRpB7ngcX7/?igshid=2ijn13xlc6mk

 

Veja mais ›