Ator Tonico Pereira teme demissão da Globo e se apavora

A onda de demissões de veteranos está apavorando Tonico Pereira, de 73 anos. O ator teme ser demitido da Globo, onde ainda tem contrato, apesar de estar fora do ar. Atualmente, ele é diretor da peça teatral “A Vida Não é Justa”.

Em entrevista ao Uol, Tonico disse que tem observado com atenção as últimas mudanças no mercado audiovisual, como a demissão de artistas mais velhos. Ele confessou que está apavorado por causa da insegurança do emprego.

SELECIONAMOS PARA VOCÊ

Medo de demissão

Vejo apavorado porque é a única coisa que sei fazer. Está difícil para todo mundo. Vejo a situação muito insegura no mundo, para a classe artística também”, declarou.

“Eu sou um ator de aluguel, não escolho personagem. Gosto de trabalhar, entrar em cena, ouvir a palavra ‘ação’ e ‘gravando’, além de tossir antes de entrar em cena, como sempre faço antes de entrar no palco. Interpreto uma linha tragicômica de atuação. Uso comédia e drama”, disse o ator.

Tonico revelou que aprendeu tudo com os colegas de cena na TV e fora dela, e que nunca estudou teatro. Ele ainda avaliou a nova onda com a escalação de influenciadores em novelas.

Esses influenciadores saem com a vantagem dos seguidores, mas nenhuma vantagem é maior que a minha vivência. Sempre tive uma empatia com o ser humano que está contracenando ao meu lado. Esse ser humano é o meu professor. Todos temos amargura e momentos de felicidade”, disparou.

Vida fora da TV

Considerando a vida de ator instável, ele decidiu empreender para conseguir se sustentar. No entanto, o veterano admitiu que já faliu vários negócios e que a arte o salvou das falências que teve.

“Sempre que tive um negócio foi com medo da vida de ator não me sustentar, mas esse ator já pagou as oito falências que tive. Não ligo para o sucesso, mas sinto a necessidade de trabalhar. O sucesso é bobagem. O importante é o trabalho bem feito, com carinho, amor e necessidade pessoal”, afirmou.

Atualmente, o artista mantém um brechó em Botafogo, na zona sul do Rio de Janeiro. Ele contou que o negócio passou por dificuldades durante o período em que estabelecimentos comerciais precisaram fechar as portas.

“O TPM Modas está de pé, mas me deu um prejuízo danado durante a pandemia porque abri 20 dias antes de fechar tudo. Para manter todo o pessoal, tive que botar um aporte de dinheiro. O aluguel teve aumento em plena pandemia. Vendi três carros antigos que coleciono e estou prestes a vender um quarto para pagar empréstimos… Estou com prejuízo, mas estou mantendo. Amo esse negócio”, declarou.

O último trabalho de Tonico Pereira na Globo foi uma participação na novela Um Lugar ao Sol, encerrada em março.

O que você achou? Siga @siteentrete no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Vitor Peccoli
Publicitário, roteirista formado pela Casa Aguinaldo Silva de Artes. Escreve sobre TV e famosos desde 2013 | Contato: redacao@spinoff.com.br
Veja mais ›