Caio Blat é clicado em aparição rara com o filho caçula

Caio Blat surgiu em uma aparição rara com seu filho mais novo, Bento, nesta quinta-feira (17). O menino surpreendeu com um detalhe: está quase da mesma altura do pai.

O ator foi clicado enquanto passeava com o filho por shopping localizado na zona sul do Rio de Janeiro. Os dois caminharam juntos pelo local após fazer compra e entraram em uma loja de brinquedos do central comercial.

Bento, de 12 anos, é fruto do relacionamento de Caio com a atriz Maria Ribeiro, com quem ele ficou casado durante dez anos, entre 2007 e 2017. Além do garoto, ele também é pai de Antônio, da relação com Ana Ariel, entre 2001 e 2004. Atualmente, o ator está se relacionando com a atriz Luisa Arraes.

O artista está longe da TV desde participação no seriado Amor e Sorte, em 2020. A última novela de foi O Sétimo Guardião, levada ao ar no horário das nove da Globo em 2018.

Elogio a colega

No ano passado, Caio foi às redes sociais prestar uma homenagem ao amigo Paulo Betti. Na ocasião, ele fez elogios ao veterano e o agradeceu por lutar pela cultura no país.

“Paulo Betti, meu ídolo, é um dos atores e diretores mais importantes do Brasil. Dedica sua carreira a representar tipos populares brilhantes e luta como produtor cultural. Manteve a Casa da Gávea durante anos, centro cultural que fez história no Rio de Janeiro. Doou sua casa em Sorocaba para um quilombo”, disse ele.

É um gigante. No desgoverno de Jair Messias Bolsonaro já vimos a FUNAI ser contra os indígenas, o Ministro do meio ambiente vendendo madeira ilegal, a pasta de Direitos Humanos ser contra as minorias, o Ministério da Saúde ser contra a vacina”, prosseguiu.

“Temos também um secretário de cultura que é contra a Cultura e comemora cada vez que os patrocínios da lei Rouanet diminuem, sem explicar que a cada real investido na Cultura, 3 reais são devolvidos na economia”, afirmou o ator.

Caio Blat terminou seu discurso fazendo um apelo para a preservação da cultura no Brasil.

“Sem dizer que todos os setores da economia recebem incentivos fiscais muito maiores. Sem dizer que todos os países desenvolvidos investem e subsidiam sua cultura, sua música, seu teatro e cinema. O que você faria, nessa pandemia, sem os filmes, as séries, os livros, as músicas? Respeite e valorize a Cultura e os artistas do seu país. Esse governo não nos representa, esse pesadelo vai acabar muito em breve”, encerrou.

O que você achou? Siga @siteentrete no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Vitor Peccoli
Publicitário, roteirista formado pela Casa Aguinaldo Silva de Artes. Escreve sobre TV e famosos desde 2013 | Contato: redacao@spinoff.com.br
Veja mais ›