Camilla de Lucas faz desabafo após caso de homofobia: “Muito mal”

publicidade

A influenciadora Camilla de Lucas usou seu perfil do Twitter nesta sexta-feira (17), para desabafar sobre um episódio de constrangimento sofrido por ela e um amigo durante um culto evangélico.

O relato da famosa foi motivado após viralizar nas redes sociais um vídeo da cantora gospel Bruna Karla falando sobre ter um amigo gay, mas não aceitar que ele se case com outro homem.

publicidade

SELECIONAMOS PARA VOCÊ

Segundo Camilla, ela deixou de frequentar a igreja evangélica após ter levado um amigo gay para acompanhar um culto. Chegando lá, os dois ouviram diversas falas homofóbicas, o que fez ela ficar envergonhada com a situação.

“Eu já fui da igreja. Uma vez uma pessoa estava MUITO mal e eu convidei pra ir comigo. Chegamos lá no culto, deram um papel pra marcar os pecados que você não queria mais e tinha homossexualidade. A pessoa que estava comigo era gay. Eu fiquei envergonhada porque eu tinha levado essa pessoa pra ela ir lá, ouvir a palavra e sair bem”, começou a influenciadora.

“Muita gente sabe que eu era da igreja e esse foi um dos motivos que resolvi sair da que eu ia. Aquele dia me abalou… Então, é necessário rever muitas falas e não dá pra justificar ser da religião que segue. Vocês precisam aprender o maior principio de todos: RESPEITAR O PRÓXIMO! A gente não veio nesse mundo pra ser luz? Porque o povo tá pior que o capeta!”, completou ela.

Após as postagens ganharem destaque na rede social, a famosa optou por apagar e lamentou a quantidade de mensagens homofóbicas que foi obrigada a ler. “Gente, desculpa, mas com tantos comentários homofóbicos alheios eu não aguentei nem ler. MEU DEUS! As pessoas não tem mais amor ao próximo. Que isso!”, disse.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

Entenda o caso de Bruna Karla

Nos últimos dias a cantora Bruna Karla tem sido criticada por sua participação no podcast de Karina Bacchi, que aconteceu no final do ano passado. Na ocasião ela fez comentários sobre a homossexualidade. Na ocasião, a artista diz que estas pessoas estavam condenadas a sofrer por toda eternidade no inferno.

publicidade

“Teve um amigo que me perguntou: ‘Bruna, quando eu me casar, você vai no meu casamento?’ e eu olhei para ele, fui bem sincera e disse: ‘Ah, quando você se casar com uma mulher linda e cheia do poder de Deus, eu vou, sim’”, começou.

“E ele falou assim: ‘Você sabe que não é isso que eu tô perguntando’. Estou falando de um amigo, homossexual, que a gente tem essa liberdade. E eu falei que o dia que eu aceitar cantar no seu casamento com outro homem, eu posso parar de cantar sobre a Bíblia e sobre Jesus. Aos meus amigos, meus ouvintes homossexuais, o que Deus tem pra sua vida é libertação, algo que ele sonhou pra você. Então receba todo o meu amor, meu respeito, porque Jesus não sonhou isso pra você.” Bruna finalizou afirmando ser esse um caminho de “morte eterna, inferno e condenação eterna”, completou.

O que você achou? Siga @entreteoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›