Canal de TV anuncia documentário sobre Britney Spears

Britney Spears
Britney Spears (Reprodução/ Instagram)

A série de documentários do New York Times para o canal FX examinará a tutela de longa data de Britney Spears em seu próximo episódio, e chamou a atenção ao divulgar a notícia nesta sexta-feira (22).

O trailer do sexto episódio do The New York Times Presents foi lançado promete traçar o perfil da rápida ascensão da estrela pop de 39 anos à fama e a saúde mental e as lutas legais que se seguiram.

A cantora do hit Toxic está sob tutela dirigida por seu pai, Jamie Spears, desde 2008. O trailer começa com uma foto em preto e branco da infância de uma Britney radiante enquanto uma mulher diz na narração: “Britney estava tão focada. Esta era uma garota que vem com força”.

Acompanhando a introdução, estavam fotos de Britney do início de sua carreira, com uma aura de inocência. Mas o tom rapidamente se torna mais sombrio para acompanhar as imagens da artista em poses e trajes mais sugestivos e adultos. Outra voz na trilha sonora afirma que Britney aceitou a inevitabilidade de uma tutela, mas não queria que seu pai fosse o tutor.

Dave Holmes, apresentador da MTV e VJ no final dos anos 1990 e início dos anos 2000, faz uma breve aparição para sugerir que a tutela de Britney não teve o escrutínio que merecia.

“Sempre que há muito dinheiro a ser ganho, você tem que questionar os motivos de todos”. O breve teaser trailer termina com trechos de imagens de manifestantes se reunindo em apoio à estrela pop enquanto marchavam no ano passado com um banner escrito “Free Britney”.

O novo episódio do documentário chega quase dois anos depois que o movimento #FreeBritney começou a ganhar força em 2019, embora fãs da cantora tenham se manifestado contra sua tutela desde os primeiros dias. Em abril de 2019, o podcast Britney’s Gram veiculou uma mensagem de voz deixada por alguém que afirmava ser um paralegal em uma empresa que havia trabalhado na tutela de Britney.

A mensagem alegou que a permanência da cantora em um estabelecimento de saúde mental em março de 2019 tinha sido contra sua vontade e desencadeou um movimento entre os fãs para libertá-la das restrições legais da tutela.

Como está constituído atualmente, seu pai Jamie tem controle total sobre os ativos e finanças de Britney. A loira recentemente tem buscado suas opções legais para encerrar a tutela, ou pelo menos remover seu pai e substituí-lo por seu gerente de cuidados Jodi Montgomery. Várias audiências ao longo de 2020 prorrogaram a tutela, e a decisão mais recente de 16 de dezembro a deixa em vigor até setembro de 2021.

No entanto, Britney terá várias audiências antes dessa data, o que pode mudar a estrutura de sua tutela, de acordo com o Los Angeles Times. Nesse ínterim, membros do movimento #FreeBritney citaram suas postagens no Instagram como evidência do controle da tutela sobre ela e supostos problemas de saúde mental. Fãs expressaram preocupação com sua escolha bizarra de usar repetidamente roupas iguais ou semelhantes e compartilhar fotos de meses atrás repetidamente.

Outros ficaram alarmados quando ela admitiu ter incendiado o ginásio de sua casa, que Britney disse ter sido o resultado de velas colocadas descuidadamente, embora alguns fãs alegassem sem evidências que ela havia queimado para enviar uma mensagem.

Apesar da controvérsia em curso, Britney continuou compartilhando atualizações otimistas nas redes sociais, incluindo seu post mais recente de terça-feira, no qual ela e seu namorado Sam Asghari posaram juntos de forma divertida.

Veja mais ›