Casagrande detona Robinho após jogador ser condenado na Itália

Robinho e Walter Casagrande (Reprodução)
Robinho e Walter Casagrande (Reprodução)

O comentarista do Globo Esporte Walter Casagrande soltou o verbo na tarde desta sexta-feira (16), após receber informações sobre a condenação do jogador Robinho, do Santos, sobre um caso de estupro.

O jogador brasileiro foi a nove anos de prisão na Itália, após se envolver em um escândalo de violência sexual grupal a uma mulher. O caso corre na justiça do país desde o ano de 2013, quando o esportista era um dos destaques do futebol italiano.

“Estou assustado com a sociedade brasileira, não é um apedrejamento no Robinho. É um apedrejamento da moral da sociedade brasileira, não pode se inverter os valores. O Robinho está condenado a nove anos de prisão por violência sexual na Itália. Recorreu, mas nesse momento é condenado”, disse Casagrande.

Em seguida, o comentarista se mostrou indignado com os desdobramentos que temas polêmicos têm tomado no Brasil, já que muitos têm minimizado o suposto crime cometido pelo esportista.

“Eu fico assustado com o que acontece no Brasil. O Brasil solta traficante, o vice-líder [do governo] é preso com dinheiro na cueca, a Carol Solberg, por se manifestar politicamente, a CBV (Confederação Brasileira de Voleibol) faz censura, e o Santos contrata um jogador que é condenado por estupro”, disparou.

Casagrande continuou sendo enfático ao falar sobre a condenação de Robinho: “Tem um trecho da música Bola de Meia, Bola de Gude, do Milton Nascimento, que fala assim ‘não posso aceitar sossegado qualquer sacanagem como coisa normal’. Eu não aceito, não vou me calar. Sou uma voz, sou inquieto, e não vou me calar perante esse tipo de coisa. Não estou preocupado com consequências de nada do que falo, pois estou falando fatos, não estou inventando e não estou atacando ninguém”.

Reações

Desde a saída do resultado do processo, o nome de Robinho tem se mantido em destaque na mídia por conta de conversas entre seus amigos que foram divulgadas falando sobre o assunto. Nas mensagens, o jogador confessa ter participado do ato criminoso.

“A polícia não pode dizer nada, eu direi que estava com você e depois fui para casa”, afirma Robinho. Logo depois um amigo questiona se ele transou com a moça, mas o jogador nega. “Eu te vi quando colocava o pênis dentro da boca dela”, disse o amigo. “Isso não significa transar”, afirmou o jogador.

“Esse homem chamado Robinho, estuprador, está sendo contratado pelo Santos, vai jogar bola como se nada tivesse acontecido. E depois perguntam pq mulher tem medo de denunciar, tá aí a resposta: não tem JUSTIÇA, não tem NADA”, declarou uma internauta.

DEIXE SUA OPINIÃO

comments