Claudia Rodrigues apresenta evolução no estado de saúde

Claudia Rodrigues teve melhora após internação causado por esclerose múltipla (Foto: Reprodução/Instagram)
Claudia Rodrigues teve melhora após internação causado por esclerose múltipla (Foto: Reprodução/Instagram)

Após sofrer com problemas da esclerose múltipla, Claudia Rodrigues apresentou melhora em seu estado de saúde no fim de semana. Ela foi internada no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, depois de passar por um mal-estar.

Nesta segunda-feira (19), Adriane Bonato, empresária da artista, explicou o caso. Ela informou que Claudia recebeu alta da unidade de terapia semi-intensiva no último sábado (17) e que fez tratamento contra uma inflamação.

“Gostaria de comunicar que a atriz e comediante Claudia Rodrigues teve alta da unidade de terapia semi-intensiva na tarde de sábado e está no quarto. Na sexta feira ela não fez a infusão do Ocrevus [medicação para tratamento da esclerose múltipla], para fazer uma infiltração no braço direito que está muito inflamado por consequência de uma ruptura parcial no tendão, escreveu na legenda da publicação.

Em um vídeo publicado no Instagram, Adriane detalhou o que aconteceu com a humorista. “Agora, que estamos mais calmos, vou contar o que aconteceu com a Claudia”, disse.

A empresária afirmou que a piora na saúde de Claudia não é culpa da equipe médica que cuida dela, mas sim de quem está organizando a vacinação. Isso porque, a atriz pausou o tratamento contra a doença para poder receber a segunda dose da vacina contra a covid-19, que tem um intervalo de três meses.

“Quero deixar claro que cada caso é um caso. Além de ter esclerose múltipla há 21 anos, ela é transplantada, tem desautonomia e tem outros problemas de saúde. Não houve imprudência do médico dela, mas, sim, de quem está coordenando a questão das vacinas”, garantiu ela.

A situação de Claudia Rodrigues

Na semana passada, Adriane foi às redes sociais explicar toda a situação envolvendo a humorista após ela precisar ser internada.

“Claudia interrompeu o tratamento para tomar a vacina da Pfizer e por demorar 3 meses entre a primeira dose e a segunda, o que deveria ser 3 semanas agora está sofrendo e com riscos terríveis, inclusive de ter um surto de esclerose múltipla, detalhou.

Nós tivemos que interromper a medicação porque precisávamos tomar a vacina da Pfizer. Ela não poderia tomar a medicação [contra esclerose] no meio [da imunização contra Covid-19], porque a gente não sabe o que pode acontecer ou os efeitos. Pode haver até óbito, relatou a empresária.

“Optamos por tomar a vacina, que era o mais importante, por conta da imunidade baixa dela, do transplante e da própria doença”, completou.

Aos 51 anos, Claudia Rodrigues, a inesquecível Marinete do seriado A Diarista, luta contra esclerose múltipla há 20 anos.

Vitor Peccoli
Publicitário formado pela Faculdade Pitágoras e roteirista pela Casa Aguinaldo Silva de Artes. Atua no jornalismo de TV e famosos desde 2013.
Veja mais ›