Cleo fala sobre carreira na música e rebate criticas

publicidade

Longe das novelas, Cleo acaba de lançar o clipe da música ‘Tormendo’, com a rapper Azzy e Karol Conká. Com quase quarenta anos, a artista comentou sobre criticas por dar início a um projeto musical com essa idade. Segundo ela, isso é o de menos.

“Essa coisa da idade é mais uma coisa da sociedade patriarcal que diz que até os 25 você tem que estar com tudo organizado, com uma vida em família e se sustentando. Uma mulher de 40 querendo começar algo novo? Como ela ousa?”. Não ligo para isso”, falou.

publicidade

SELECIONAMOS PARA VOCÊ

Na sequência, a estrela revelou enxergar ainda mais de si ao cantar músicas empoderadas. “É uma vertente na qual consigo expressar meus vários lados. Meu objetivo é realizar meu sonho e trazer as pessoas comigo. Me comunicar e ser consumida positivamente. Eu lido [com as várias carreiras] com muito prazer e muita gratidão. Existe essa relação no Brasil de só poder ser uma coisa ou outra, mas não fico pensando muito sobre. Quero que as pessoas gostem, mas vou continuar fazendo o que quero”, comentou.

Karol Conká

Em um outro trecho da entrevista, Cleo argumentou sobre a escolha de chamar Karol Conká para o clipe. Na visão dela, a rapper é uma grande responsável em mudar cenários da música.

“Já compusemos juntas antes. Ela é uma artista que revolucionou o pop, fala de poder e liberdade feminina. Uma mulher com muita personalidade, muita autonomia. Essa música é sobre isso”, argumentou.

Na sequência, ela destacou ansiedade para fazer shows com as canções do novo projeto. “Acho que essas mensagens vão ser mostradas de forma mais pessoal, mais vulnerável. [O disco] é sobre minha vida. É a minha história. Eu tenho muita sorte com meus fãs. Eles não ficam num lugar de julgamento tóxico. Quero cada vez mais fazer shows e me colocar nesse lugar de exposição e vulnerabilidade. Antes, eu sempre acho que vou morrer, mas durante, não quero mais sair! É uma troca muito importante com o público”, revelou a atriz.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

Não gostava

publicidade

Em uma conversa com a revista Quem, Cleo destacou que sofreu no inicio da carreira por não querer ser comparada com os trabalhos do pai Fábio Jr e da mãe Glória Pires.

“Eu diria que sou um tanto autoafirmativa, mas estou melhorando nisso. No começo, eu não queria fazer nada com meus pais porque não queria ser comparada. Queria que o mérito fosse meu. Depois, entendi que não teria jeito. Primeiro, porque amo eles e amo os trabalhos deles. Meus pais são uma forma de inspiração e tenho que ser muito grata porque isso me deu muita oportunidade”, dissertou.

O que você achou? Siga @entreteoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›