Cleo faz desabafo sobre doença autoimune: “sofri muitos ataques”

Cleo
Cleo (Foto: Reprodução)

Cleo usou suas redes sociais no último sábado (1), para fazer um desabafo sobre as transformações provocadas em seu corpo desde que foi diagnosticada com a Síndrome Hashimoto (Tireoidite de Hashimoto).

Através de um vídeo compartilhado em seu Instagram, a atriz e cantora comentou sobre o ganho de peso, as cobranças estéticas e o desgaste emocional com todas as críticas que recebeu ao longo dos últimos anos.

“Eu sofri muitos ataques de gente desconhecida. Eu já estava acostumada com ataque, mas eu achei mais injusto quando foi sobre o meu corpo. Por que as pessoas têm que ter corpos que as outras pessoas esperam? E todas as mulheres sofrem com isso”, iniciou ela.

Em seguida, a artista refletiu sobre a pressão que existe para se atender um determinado padrão de beleza na sociedade.

“Eu comecei a perceber que eu estava cercada por essa pressão, eu quis pela primeira vez me mostrar de uma forma diferente do que as pessoas estavam esperando. Eu comecei a sentir que ninguém poderia me privar de ver o meu corpo livremente. Menos ainda, eu queria ter que justificar um motivo do meu corpo ter mudado. Não é da conta de ninguém.”, desabafou ela.

Por fim, Cleo disse que resolveu falar sobre o assunto por compreender seu poder de fala e alcance para ajudar outras pessoas em um assunto tão importante e desconhecido por muitos.

“É difícil ter que vir aqui explicar uma questão tão pessoal, até porque acho que ninguém deve explicações sobre a própria aparência, saúde ou processos de vida. Mas como sei que alcanço muitas pessoas com esses vídeos, falar sobre algumas questões faz parte do meu papel aqui nas redes também, e é importante”, escreveu.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Me (@cleo)

Crises

Em tempo, Cleo já havia feito um desabafo sobre sua doença autoimune. Na ocasião, a atriz e cantora falou sobre as crises que tem por causa de sua compulsão alimentar e da Tireoidite de Hashimoto.

“Queria, mais uma vez, agradecer imensamente à minha equipe, que me ajuda em todos os momentos. Que me apoia emocionalmente, fisicamente, psicologicamente. Não é fácil quando a Hashimoto ataca. Você fica sem forças, sem energia, seu corpo dói, você não consegue fazer nada. Só que eu sou muito exigente. Gosto muito de trabalhar e odeio faltar com meus compromissos. Então, eu vou e sem minha equipe não sei se conseguiria fazer metade das coisas que eu faço. Principalmente quando a minha saúde está gritando. Então, eu amo vocês”, declarou ela.

Veja mais ›