Cristiana Oliveira recorda casamento com Fabio Assunção

Cristiana Oliveira, a eterna Juma de ‘Pantanal’, recordou durante entrevista ao podcast Papagaio Falante, apresentado por Sérgio Mallandro e Renato Rabello, no YouTube, seu casamento com o ator Fabio Assunção, quando ela tinha apenas 19 anos. Eles viveram um relacionamento de três anos no início dos anos 1990.

“Fui a primeira mulher dele… Ele tinha 19 anos. (…) Ficamos três anos juntos. Fabio era outro dessa praia da inteligência, da cultura, do questionamento. Sempre foi um cara muito questionador. Ele também veio do teatro de São Paulo. Ele é um super ator, um cara muito entregue. Eu o admiro muito”, declarou a atriz.

SELECIONAMOS PARA VOCÊ

De acordo com Cristiana, atualmente eles não possuem mais contato, no entanto, continua admirando a trajetória do ator.

“A gente já perdeu o contato há muito tempo, mas sou uma grande admiradora da trajetória do Fabio. Ele foi um guerreiro. Com tudo o que ele passou na vida, ele está bem, acabou de ter uma filha. É um grande ator. A gente tem que aplaudir. Nunca namorei ator, só ele”, afirmou a artista.

Esse conteúdo não pode ser exibido em seu navegador.

Cristiana Oliveira fala sobre ‘Pantanal’

Cristiana Oliveira ficou muito conhecida por protagonizar Juma Marruá na versão original de Pantanal, em 1990. No entanto, ao contrário de alguns atores que ganharam novos personagens no remake, a atriz acabou ficando de fora da novela. Apesar disso, a famosa garante não ter ficado chateada com isso.

“Para mim, o fato de eu não estar, não me causa absolutamente nenhuma mágoa. Acho que de repente nem deveria estar, talvez a minha presença não ia combinar, não sei explicar por quê.”, afirmou Cristiana em conversa com a jornalista Marina Marini, do Splash UOL.

Na entrevista, a atriz destacou ainda, sua torcida para Alanis Guillen, que ficou responsável por viver a nova Juma. “E a nova Juma é tão linda, tão querida, ela sabe que estou torcendo por ela. Foi um sentimento que eu tive. A Juma de 1990 foi uma personagem puramente intuitiva, acho que tive uma intuição de que a Alanis ia ser uma linda Juma e eu tenho certeza que ela vai ser, do jeito dela, com uma assinatura dela”, afirmou ela, evitando comparações.

Cristiana Oliveira explica que, por mais que tenham se passado mais de 30 anos, ela ainda se sente muito responsável por Juma Marruá. “A Cristiana já era assim. Aquele cabelo era meu, o olho era meu, o jeito de olhar fui eu que criei.”, destacou.

“Eu dei a minha assinatura ali. Fui dirigida, óbvio, só que a Juma, fisicamente, era uma parte da Cristiana. Juntou as duas coisas e deu certo. Eu me considero um pouco responsável pela figura da Juma, porque foi uma coincidência.”, acrescentou.

O que você achou? Siga @siteentrete no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Henrique Souza
Mineiro, 26 anos, Graduado em Comunicação Social, Redator e Social Media.
Veja mais ›