Cristiana Oliveira relembra processo de autoaceitação

Cristiana Oliveira lançou recentemente, um livro autobiográfico, onde aborda seu emagrecimento e o processo de autoaceitação. Ao divulgar o livro durante participação no programa ‘Faustão na Band’, a atriz de 58 anos relembrou sua briga com a balança e a perda de 50kg.

“Eu já perdi 50 kg e no meu livro eu relato essa minha passagem. Que inclui a briga com a balança. Porém, não é só uma questão referente ao físico, óbvio que também é. Até porque seria uma hipocrisia eu dizer que não. Mas é que buscava muito uma aceitação externa”, afirmou Cristiana, no programa exibido na última segunda-feira (16).

SELECIONAMOS PARA VOCÊ

A atriz que ficou conhecida por interpretar Juma Marruá, na primeira versão de Pantanal (1990), contou na entrevista, que vivia em busca de uma aprovação externa e que só se sentia bonita, quando era elogiada por alguém.

“Eu não conseguia criar uma segurança, uma autoconfiança. Sendo assim, eu sempre vivia a base da aprovação do outro, do olhar do outro. Eu só me sentia segura se eu recebesse um elogio. Isso era em todos os sentidos, seja no trabalho na questão física ou de comportamento. O que me prendia numa prisão interna”, desabafou a famosa.

Cobranças estéticas

Cristiana acredita que essas crises de autoestima estejam relacionadas ao modo como ela foi criada, mas compreende que as cobranças estéticas se intensificaram quando ela se tornou atriz e modelo.

“Pode ser que isso tenha ocorrido por conta da educação que recebi, que não foi algo proposital, pois tinha a ver com a geração dos meus pais… Depois que eu me tornei atriz e modelo, eu passei a ter que lidar com cobranças de estar sempre em forma. E hoje, com a internet, isso ficou ainda mais acirrado”, explicou.

A artista lamentou ainda, como a internet vem causando os mesmos problemas em muitas pessoas atualmente. “Eu vejo muitas pessoas com uma grande frustração, principalmente nas redes sociais. Por não apresentam a realidade para as outras pessoas. Muita gente acaba absorvendo aquilo pensando ser o certo, o maravilhoso, mas, na verdade, não é”, disse a atriz.

“A internet é terra de ninguém. As pessoas falam o que querem e, às vezes, acabam colocando suas próprias frustrações, por não conseguir realizar determinada coisa, numa pessoa que ela acha ser bonita e perfeita. Porém, até mesmo aquela mulher “perfeita” acaba sendo criticada também”, concluiu.

O que você achou? Siga @siteentrete no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Henrique Souza
Mineiro, 26 anos, Graduado em Comunicação Social, Redator e Social Media.
Veja mais ›