Criticado, BBB 2022 é o segundo mais fracassado da história

Apesar da maior votação em uma final, o BBB 2022 não viu isso se refletir em audiência. A edição encerrada nesta terça-feira (26) e que teve Arthur Aguiar como campeão se consagrou como a segunda mais fracassada da história.

A grande final do reality comandado por Tadeu Schmidt marcou 25,9 pontos de média na Grande São Paulo. O número é bem menor do que os 34,1 pontos alcançados no ano passado, quando Juliette Freire saiu como vencedora.

SELECIONAMOS PARA VOCÊ

Com esse índice, o BBB 2022 teve a terceira final menos assistida do programa. Superou apenas o encerramento das temporadas de 2014 e 2019, que registraram 23,7 e 25,1 pontos de média, respectivamente.

Segunda pior audiência da história

Na média geral da temporada, o Big Brother Brasil também desceu a ladeira neste ano. De acordo com levantamento do Entretê, a edição 2022 foi a segunda mais fracassada da história, com apenas 22,9 pontos em seus 100 dias no ar.

Com esse desempenho, se igualou ao ibope das temporadas de 2014 e 2017, que também amargaram o mesmo índice. Só ficou à frente da edição de 2019, que terminou como um fiasco em todos os sentidos e apenas 20,0 pontos de média geral.

O BBB 2022 interrompeu um aumento na audiência do reality que vinha desde 2020, quando a atração conquistou média de 25,3 pontos. No ano passado, os índices dispararam e a temporada fechou com 28,1 pontos de média, a maior desde o Big Brother Brasil 10, que teve 31,0 pontos.

BBB 2022 e seus dois lados

O ponto positivo foi a parte comercial, que ficou em alta durante toda a temporada. Se a audiência foi uma das piores da história, o faturamento bateu recorde, chegando a casa de R$ 1 bilhão.

A Globo vendeu todas as ações que planejou para essa edição e ainda vendeu extras. Mesmo com as críticas, a emissora conseguiu faturar com o retorno de Arthur do paredão falso, quando ele voltou à casa vestido de coelho e patrocinado por uma marca de chocolates.

Além disso, a Globo também teve intervalos lotados na grande final, que teve espaço disputado por anunciantes. O reality se tornou uma máquina de dinheiro.

Mesmo com o faturamento em alta, a audiência deixa um alerta para Boninho e sua equipe para a próxima temporada. O BBB precisa mudar e ser menos previsível.

Confira a seguir a audiência das dez temporadas do Big Brother Brasil anteriores.

BBB21 – 28,1
BBB20 – 25,3
BBB19 – 20,0
BBB18 – 25,6
BBB17 – 22,9
BBB16 – 23,6
BBB15 – 23,9
BBB14 – 22,9
BBB13 – 24,7
BBB12 – 26,5

O que você achou? Siga @siteentrete no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Vitor Peccoli
Publicitário, roteirista formado pela Casa Aguinaldo Silva de Artes. Escreve sobre TV e famosos desde 2013 | Contato: redacao@spinoff.com.br
Veja mais ›