Dani Calabresa processa Marcius Melhem após ser exposta em conversa

Marcius Melhem e Dani Calabresa (Foto: Divulgação)

Dani Calabresa está processando Marcius Melhem por “divulgação de segredo” e “perturbação da tranquilidade”, após o todo poderoso do humor da TV Globo expor conversas que ambos tiveram por meio do aplicativo de troca de mensagens, WhatsApp, segundo o site Notícias da TV.

A Justiça de São Paulo enviou um pedido de intimação para que Melhem compareça no 4º Juizado Especial Criminal do Lebon, bairro nobre do Rio de Janeiro, para  prestar esclarecimentos sobre o caso.

O crime de divulgação de segredo consta no artigo 153 do Código Penal. “Divulgar alguém, sem justa causa, conteúdo de documento particular ou de correspondência confidencial, de que é destinatário ou detentor, e cuja divulgação possa produzir dano a outrem: Pena: detenção, de um a seis meses, ou multa”.

Já a “perturbação da tranquilidade” está no artigo 65 da Lei de Contravenções  Penais, e acontece quando alguém “molesta a paz de espírito e o sossego alheio, causa à vítima preocupações e inquietações”.

Marcius Melhem divulgou em reportagem do jornal Folha de São Paulo, troca de mensagens entre Calabresa e ele. Segundo o advogado de defesa do humorista, ele precisou expor tais mensagens, a fim de provar a inocência do cliente “Era impossível exercer seu direito de defesa ‘nos autos de um processo’ porque não havia processo, investigação ou boletim de ocorrência”, esclareceu na época.

Dani Calabresa na TV

Pela primeira vez, Dani Calabresa falou sobre o caso que diz ter sofrido do ex-diretor da Globo, Marcius Melhem. A declaração foi feita no programa Saia Justa, do GNT. Em tom de desabafo, a humorista relatou o que sentiu durante esse processo.

“Eu acho que tive que colar os caquinhos nos dois momentos mais difíceis da minha vida: depois do divórcio e nesse episódio horrível de assédio. O que me ajudou a colar os pedaços foi o trabalho. O trabalho me salvou. Eu tenho porque acordar. Eu tenho porque tomar banho. Eu tenho que lembrar quem sou. Os amigos, família, terapia, também. Mas o trabalho foi o que mais salvou”, desabafou.

Ela ainda falou sobre por que demorou para denunciar. Revelou que tinha medo de perder o emprego, de acabar com a sua carreira.

“Por causa do trabalho eu não reagi antes. Eu tinha tanto medo de sofrer. Tinha medo de sofrer um boicote. O assédio é um assunto tão assustador que a gente tenta fingir que é normal. Você segue como você consegue. Fingindo normalidade, tentando ser legal, demonstrando uma gratidão excessiva. Mas chega uma hora que isso começa a fazer tão mal que você tem que arrebentar a tampa desse caldeirão”, falou ela.

Dani ainda relatou sobre como o processo está seguindo na Justiça “O que posso falar desse assunto, que é muito dolorido e íntimo, é que quis tomar as medidas cabíveis. Fui no compliance da empresa, falei e esperei eles tomarem a decisão que tomaram. O que posso falar é que fui na ouvidoria do Ministério Público. Então, agora, está em segredo de Justiça”, afirmou ela.

Veja mais ›