Erika Januza posa deslumbrante e fala sobre seu cabelo

Erika Januza
Erika Januza (Imagem: Reprodução/Instagram)

Erika Januza impressionou os seguidores em seu Instagram na última terça-feira (6) ao surgir toda deslumbrante em um clique especial. Na foto, a atriz que interpreta Marina, na novela ‘Amor de Mãe’, aparece seminua, enrolada apenas em uma toalha branca.

Na legenda da publicação, a artista aproveitou para fazer uma reflexão sobre um assunto que repercutiu na mídia nesta semana: o cabelo afro. O tema entrou em debate após o cantor Rodolffo, do BBB 21, fazer uma piada considerada racista com o cabelo do professor de geografia, João Luiz.

Na ocasião, Erika iniciou seu texto, recordando momentos desconfortáveis que vivenciou durante sua infância e adolescência, por conta de seu cabelo crespo.

“Uma das lembranças mais fortes de minha infância e de minha adolescência foi todo o dilema vivido por questões com meus cabelos. Questões que na verdade talvez nem fossem minhas se a sociedade não nos oprimisse e cobrasse desde SEMPRE. O belo nunca foi o parecido com o meu. O bem cuidado, nem de longe era considerado o meu. Comparações inúmeras, com coisas desrespeitosas diversas. Mas o desrespeito não está nas coisa em si, mas sim nas palavras. Mas sim na boca de quem profere. Na mente de quem aprendeu erradamente e da mesma forma segue passando adiante.”, iniciou.

Aceitação

A atriz continuou seu desabafo falando sobre a aceitação. O que antes ela considerava um erro em seu corpo, com o tempo ela aprendeu que na verdade, era um problema de falta de respeito, empatia e conhecimento por parte do outro.

“HOJE eu e tantxs nos amamos, valorizamos e aprendemos que o erro está nas faltas. De educação, de conhecimento, respeito, empatia. Meu cabelo é parte total de quem eu sou, de onde eu vim, da minha historia. E é difícil sim se aceitar, não estou dizendo que é fácil. Passamos por um processo. É doloroso ouvir tantas coisas por sermos nós mesmos. E não diga que é mimimi se você nem sequer sentiu na pele.”, desabafou.

Luta contra o preconceito

Ao final do texto, Erika Januza ressaltou que a luta contra o preconceito deve ser contínua e aproveitou para fazer um apelo.

“Muitos ainda precisam passar, outros estão passando, outros já se amando. Uma corrente de força infinita. Que a corrente de luta pelo preconceito seja tão forte quanto os elos das correntes que prenderam as mentes fechadas ate os tempos de hoje. #respeitaomeucabelo #respeitaaminhahistoria #respeitaminharaiz #respeito.”, concluiu a artista.

Veja mais ›