Ex-BBB Fani Pacheco revela que foi reinfectada pelo COVID-19

Fani Pacheco (Foto: Reprodução)

Depois de ser diagnosticada com COVID-19 no ano passado, a ex-BBB Fani Pacheco revelou que foi reinfectada pelo vírus. A declaração foi concedida durante uma entrevista ao jornal Extra.

A famosa comentou que, apesar de ter sentido que os sintomas estão mais brandos desta segunda vez, ela tem sido alvo de algumas dores nos rins. A famosa confessou que a enfermidade veio em um momento onde ela se preparava para o retorno das atividades acadêmicas.

“Da primeira vez, tive medo de morrer. Além dos sintomas do coronavírus, tive pneumonia, fiquei bem mal. E foi no início da pandemia, as informações ainda eram controversas. Depois, fui tomando todos os cuidados, meus anticorpos foram baixando, fiquei não reagente”.

Até então assintomática, Fani contou que apenas notou que estava com algum problema de saúde quando acabou queimando uma cenoura no fogo e não sentiu o cheiro.

“Não estava com nenhum sintoma gripal, mas sentia muito cansaço. Fui cozinhar cenoura, queimei e não senti o cheiro. Foi aí que fiz o exame novamente e deu positivo”.

“Estou chateada. As aulas da faculdade retomaram presencialmente e estava louca para poder voltar. Também não estou conseguindo acompanhar nada online, fico com muito sono. Também sinto dores nos rins, mas os sintomas parecem bem mais leves do que a primeira vez. Estou me cuidando, isso me deixa mais tranquila”, concluiu.

Papo sobre medicina

Estudante de medicina, em 2020 Fani Pacheco usou suas redes sociais para falar sobre a importância de se prevenir contra o câncer de cólon. O desabafo veio logo depois da famosa ficar impactada com a morte do ator Chadwick Boseman.

“Essa foto é recente, feita no dia do meu primeiro exame de colonoscopia. Minha avó materna morreu aos 62 anos após uma luta de 8 anos contra um câncer de intestino. Meus tios fazem exames periodicamente e retiram pólipos ainda benignos. Minha mãe retirou pólipos antes de seu falecimento”, iniciou ela.

“Essa semana morreu o grande ator Chadwick Boseman, o Pantera Negra, aos 43 anos após lutar por 4 anos contra um câncer de intestino. Por que estou falando sobre isso? Porque o câncer de cólon é um dos poucos tipos de tumores que podem ser prevenidos, já que a maioria tem origem no pólipo. Removendo-se antecipadamente o pólipo, consegue-se fazer com que ele não se transforme em câncer. Logo, realizar o exame preventivo de colonoscopia à partir dos 45 anos ou antes dessa idade quando se tem histórico familiar dessa doença é de extrema importância e tem caráter preventivo”, argumentou Fani.

 

Veja mais ›