Ex-BBB Kerline e Kéfera se beijam em festinha de Virgínia Fonseca

As influenciadoras Kerline Cardoso e Kéfera deixaram os fãs enlouquecidos na madrugada desta quarta-feira (22), após ficarem juntinhas durante a badalada Festa do Pijama de Virgínia Fonseca, que aconteceu em São Paulo.

Após gravarem vários stories fazendo provocações, as duas realizaram o desejo dos seguidores e resolveram dar um beijinho durante uma live da ex-BBB no Instagram. Vale lembrar que desde a Farofa da Gkay, que as duas estão flertando.

SELECIONAMOS PARA VOCÊ

No Twitter, o rolo entre as famosas acabou se tornando um dos assuntos mais comentados da rede social durante toda a madrugada. “a kerline perdendo o rumo com a kefera. Não julgo pois eu estaria pior“, confessou uma fã do casal.

“Mano elas são tão lindas Cara sorridente com os olhos em forma de coração. O jeitinho que Kerline segura o rosto dela. Esse sorriso da Kefera que eu sempre fui apaixonada. Vey sei lidar não plmds ❤”, disse um fã encantado pelas duas.

E não apenas Kefera e Kerline ficaram juntinhas na Festa do Pijama. Bil Araújo e Marina Ferrari, ex-participantes de A Fazenda 13, também estiveram em clima de romance pelo evento.

Abriu o coração sobre preconceito contra bissexuais

Em agosto deste ano Kefera revelou que fazia parte da comunidade LGBTQ+. Em recente entrevista dada para a Vamm Magazine, a influenciadora desabafou sobre o fato de pessoas bissexuais serem descredibilizados constantemente.

“Devemos nos unir e termos empatia e respeito dentro da comunidade. Devemos dar voz e credibilidade a todas as orientações e gêneros. Digo isso porque foi um processo difícil pra mim. Ser bissexual é muitas vezes ser invisibilizado e descredibilizado. Existe muito julgamento como se ser bissexual é ser confuso ou então querer viver na bagunça“, afirmou Kéfera.

“E vale lembrar que todos temos fases, e que a tal fase da ‘bagunça’, que nada mais é do que aproveitar a solteirice e poder ficar com quem quiser, não depende da orientação. Às vezes, percebo que as pessoas nos colocam num lugar de promiscuidade. As pessoas nos fazem duvidar de nós mesmos quando falam que não é possível nos atrairmos por mais de um gênero”, disse.

Kéfera continuou explicando como ainda é difícil para algumas pessoas entenderem como funciona a bissexualidade. “Na rua, se estou com uma mulher, sou automaticamente julgada como uma mulher lésbica e, se estou com homem, sou lida como uma mulher heterossexual. Por isso, acho importante as pessoas bissexuais assumidas não deixarem de corrigir as pessoas que nos relacionam com qualquer outra orientação que não seja a nossa”, pontuou.

O que você achou? Siga @siteentrete no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Surenã Dias
Formado em jornalismo pela UNIME Salvador, possui passagem por rádio, jornal e trabalha com público de internet desde 2016. Atualmente tem focado em projetos de audiovisual, cultura pop e celebridades.
Veja mais ›