Famosos fazem protesto contra racismo nas rede sociais

Após um garoto negro ser baleado no Rio de Janeiro, durante uma operação no Complexo do Salgueiro, em São Gonçalo (RJ), no dia 18 de maio e alguns dias depois, nos Estados Unidos, George Floyd ser sufocado por um policial, e também veio a óbito, isso vem gerando uma série de protestos. Nos EUA, há seis dias ocorrem protestos na ruas e chegaram até atear fogo em prédios. No Brasil, famosos não ficaram calados e começaram a protestar nas principais redes sociais, como Twitter e Instagram.

Veja:

Giovanna Ewbank

“Você está cansada? Eu também. Exausta. Assistimos diariamente a violação da vida, do respeito, da dignidade humana. Um pai de família é estrangulado à luz do dia. Um casal é arrancado de seu carro e preso sem motivos. Um menino é fuzilado dentro de casa e seu corpo sequestrado. Um repórter é algemado ao vivo. Em comum a cor da pele e a ação violenta do Estado. As câmeras registram o racismo nosso de cada dia. O estômago embrulha, a preocupação com o futuro dos filhos é inevitável e um grito de revolta fica entalado na garganta. Quando conversamos com amigos e familiares, a sensação é a mesma. Todos fartos de ver uma estrutura que tortura pessoas pobres e pretas, que silencia ideias, que persegue e intimida cidadãos. Até o dia que o copo transborda e surge uma resposta à essa violência. O povo preto toma as ruas. As torcidas baixam bandeiras e se unem pela democracia. Em todo mundo, mais e mais pessoas compreendem o momento e se juntam à luta. A história nos mostra a importância desse enfrentamento e O MOMENTO É AGORA. Cada um com as ferramentas de que dispõe e todos unidos por uma sociedade que respeite o cidadão e a vida. Somos muitos, somos diversos. Nossas vivências e nossas ideias podem ser diferentes, mas algo muito maior nos conecta. O antifascismo é o que nos une. Lutar contra a opressão, contra o autoritarismo, contra o racismo, contra a política da morte é a nossa força. Acima de tudo, a vida. A revolução começou e nada será capaz de deter. ESSA LUTA É DE TODOS NÓS!!!”.

 

View this post on Instagram

Você está cansada? Eu também. Exausta. Assistimos diariamente a violação da vida, do respeito, da dignidade humana. Um pai de família é estrangulado à luz do dia. Um casal é arrancado de seu carro e preso sem motivos. Um menino é fuzilado dentro de casa e seu corpo sequestrado. Um repórter é algemado ao vivo. Em comum a cor da pele e a ação violenta do Estado. As câmeras registram o racismo nosso de cada dia. O estômago embrulha, a preocupação com o futuro dos filhos é inevitável e um grito de revolta fica entalado na garganta. Quando conversamos com amigos e familiares, a sensação é a mesma. Todos fartos de ver uma estrutura que tortura pessoas pobres e pretas, que silencia ideias, que persegue e intimida cidadãos. Até o dia que o copo transborda e surge uma resposta à essa violência. O povo preto toma as ruas. As torcidas baixam bandeiras e se unem pela democracia. Em todo mundo, mais e mais pessoas compreendem o momento e se juntam à luta. A história nos mostra a importância desse enfrentamento e O MOMENTO É AGORA. Cada um com as ferramentas de que dispõe e todos unidos por uma sociedade que respeite o cidadão e a vida. Somos muitos, somos diversos. Nossas vivências e nossas ideias podem ser diferentes, mas algo muito maior nos conecta. O antifascismo é o que nos une. Lutar contra a opressão, contra o autoritarismo, contra o racismo, contra a política da morte é a nossa força. Acima de tudo, a vida. A revolução começou e nada será capaz de deter. ESSA LUTA É DE TODOS NÓS!!! ✊🏿✊🏾✊🏽 #vidaspretasimportam #blacklivesmatter #antiracista #racistasnãopassarão

A post shared by Giovanna Ewbank (@gioewbank) on

Lewis Hamilton

View this post on Instagram

#BlackLivesMatter

A post shared by Lewis Hamilton (@lewishamilton) on

Thaynara OG

View this post on Instagram

Controlar a ansiedade e manter a saúde mental têm sido um desafio constante com todas as notícias ruins que temos presenciado. E a sensação que temos é de que o mundo é um lugar hostil, de que a vida anda pesada. Se é difícil nos confrontarmos com poucos segundos em vídeo do racismo sendo manifestado em sua forma mais violenta e atroz, imagine quão dolorosa é a angústia de quem têm que lidar com o racismo todos os dias? O racismo, que sempre existiu, e agora é filmado e reproduzido nas mídias sociais, é o mesmo que por anos naturalizamos, ignoramos e diminuímos. É violência que mata, por dentro e por fora, pessoas pela cor da sua pele. E se, em plena pandemia, multidões estão nas ruas protestando pra que isso tudo acabe, é porque a mudança é urgente, é porque a dor é insuportável. Cabe a todos nós estudar, aprender, e agir para sermos e (re)construirmos uma sociedade anti-racista. Vidas pretas importam! #vidaspretasimportam #blacklivesmatter

A post shared by Thaynara OG (@thaynaraog) on

Ariana Grande

View this post on Instagram

again, i ask my followers to please keep signing these petitions, making donations if u are able to, continue having conversations w family and friends about racism (overt and covert) and the senseless acts of murder that happen in this country far too often, please keep reading up, following accounts on here (i will recommend some!) to keep u updated and learning and sharing links and resources.. our black friends need us to show up and to be better and to be vocal. now more than ever. online. offline even more so. this is more than a post. we have to show up. there is work that needs to be done and it is absolutely on us to do it. #blacklivesmatter here are some accounts i’ve followed that have helped me understand more about my privilege and how to use it to help others. @privtoprog @rachel.cargle @thegreatunlearn @blklivesmatter please feel free to recommend some more as well in my comments.

A post shared by Ariana Grande (@arianagrande) on

Gleici Damasceno

View this post on Instagram

#vidasnegrasimportam ✊🏾

A post shared by Gleici Damasceno (@gleicidamasceno) on

Thiaguinho

DEIXE SUA OPINIÃO

comments