Fátima Bernardes chora com relato de mãe de jovem morta no Rio

Fátima Bernardes no comando do Encontro (Foto: Reprodução/TV Globo)
Fátima Bernardes no comando do Encontro (Foto: Reprodução/TV Globo)

A apresentadora Fátima Bernardes não segurou as lagrimas nesta manhã de quinta-feira (10), durante o programa Encontro. Ao ouvir o desabafo de Jaqueline de Oliveira, mãe de Kathlen Romeu, grávida que morreu a tiros no Rio de Janeiro no início da semana.

Sentada no sofá ao lado de Fátima, Jaqueline mostrou toda sua revolta com a situação que tirou a vida de sua filha e foi enfática ao relatar a realidade difícil enfrentada por pessoas negras em todo o Brasil.

“Parece que tudo que ensinam para a gente, que você tem que estudar, se misturar com pessoas de bem, se formar. Parece que é sempre perdido no meio da caminho. Parece que preto e favelado tem que ficar se reafirmando a todo momento, a gente nunca é respeitado por nada. Sempre tem uma desculpa para justificar o injustificável”.

Jaqueline continuou seu desabafo afirmando que ainda não conseguiu superar o fato de sua filha ter partido em pleno os 24 anos. Ela destacou que o nome de sua filha não pode ser esquecido.

“É inconcebível ver a minha filha dentro de um caixão. É inconcebível ver a minha filha dentro de um saco preto no IML. A minha filha era vida, era luz. Estou tentando inventar uma desculpa na minha cabeça para eu seguir. Sou covarde, não quero aceitar que ela morreu. E ela não morreu, o nome Kathlen Romeu tem que ser lembrado como forma de justiça para outras mães, meninas, mulheres”.

“[A morte dela] Não pode ser em vão, Fátima. Eu peço a todos os repórteres não escutem só um lado, me ajudem! Ajudem outras mães. Tem o outro lado. Vidas negras e faveladas importam muito”.

Visivelmente emocionada, Fátima tentou, mesmo com a voz embargada, dar uma palavra de conforto para a convidada: “Só tenho que pedir a Deus para orientar e ajudar vocês”.

Se punindo por está sentindo tanta dor com a morte da filha, Jaqueline recebeu mais uma palavra de afeto de Fátima: “Você não é covarde. Vocês são muito corajosos. Uma família negra viver hoje em dia é um ato de coragem e resistência”.

A apresentadora também pediu que as pessoas se manifestem mais abertamente sobre a violência policial sofrida pela população negra. “Seria tão bom ver manifestações generalizadas de revolta contra uma situação como essa, que não se limitasse ao protesto que é feito na comunidade. Tem que ser uma causa de todos”, finalizou a namorada de Túlio Gadelha.

Surenã Dias
Formado em jornalismo pela UNIME Salvador, possui passagem por rádio, jornal e trabalha com público de internet desde 2016. Atualmente tem focado em projetos de audiovisual, cultura pop e celebridades.
Veja mais ›