Felipeh Campos defende Nego do Borel em programa da Rede TV

Felipeh Campos defendeu Nego do Borel (Foto: Reprodução)

No ar na última segunda-feira (27), Felipeh Campos defendeu Nego do Borel ao vivo no programa ‘A Tarde é Sua’, exibido na Rede TV. Segundo ele, mesmo que as pessoas da internet estejam contra o funkeiro, ele acredita que ele tenha sido injustiçado ao ser expulso de A Fazenda 13.

“Quando ela diz ‘sim’, ela o inocenta. ‘Em nenhum momento ele foi abusivo comigo’. Ele não foi abusivo com ela em nenhum momento, porque o que eu mais fiz neste fim de semana foi assistir, revi. Eu achei que a Day foi muito mulher de bater no peito e falar: ‘Ele não foi abusivo comigo”, disse ele.

Na sequência, o jornalista disse não entender a necessidade da retirada do cantor no reality. “Eu vou continuar dizendo: ‘eu não volto atrás’. A internet vai dizer: ‘Ah, Felipeh, você viu o que aconteceu?’. Não, eu não vi absolutamente nada. E continuo ao lado do Nego do Borel. Vão lá, me xinguem, me apedrejem, façam o que vocês quiserem, mas não volto atrás um milímetro no que eu disse. Ele não tem culpa. Ela foi lá e o inocentou de todas as possibilidades de estupro, de assédio, enfim, eu não consigo”, argumentou.

Se defendeu

Após ser retirado do programa, Nego do Borel, defendido por Felipeh Campos, usou as redes sociais para desabafar sobre o ocorrido, por meio de um longo vídeo. Na ocasião, ele revelou ter sido injustiçado e de que forma alguma foi abusivo com Dayane Mello.

“Mais uma vez injustiçado e mais uma vez não tenho voz. Vim aqui esclarecer algumas coisas que estão acontecendo. Vou começar com o que estava acontecendo aqui fora antes do reality. Durante esses meses, venho sendo acusado de várias coisas. Assim como de eu ter fuzil dentro da minha casa e a polícia achou o de paintball. Fui acusado de passar doença, HPV, fiz todos os exames, constrangimento, nunca tive nenhuma doença e não tenho. Fui acusado de ter dois milhões na minha casa, polícia veio aqui e pegiu 420 mil em dinheiro. A polícia liberou porque a gente provou que o dinheiro é lícito. Fui acusado de ser racista. Eu? “, iniciou.

Ao concluir, o carioca revelou que não compreende a sua expulsão. “Até agora não entendi porque estou aqui na minha casa. Conheci a Day, pessoa maravilhosa, gentil, simpática, a gente acabou se envolvendo e gostando um do outro e aconteceu o que aconteceu. Até agora não consegui entender se foi pelo fato da Dayane ter dormido comigo no estado que ela estava”, disse.

Rafael Carvalho
Formado em Jornalismo pela Faculdade das Américas (FAM), já apresentou programa de entretenimento relacionado ao mundo dos famosos e entrevistou artistas do meio.
Veja mais ›