Felipeh Campos nega ter sido racista com Paulo André

Depois de comparar o cabelo de Paulo André do BBB 2022 com cadarços, o jornalista do ‘A Tarde é Sua’ Felipeh Campos se pronunciou no programa ao vivo, e negou as acusações feitas por muitos internautas.

Ao falar sobre o assunto, o ex-participante de A Fazenda também declarou que, de forma alguma seria uma pessoa racista visto que segue a religião do Candomblé há um bom tempo.

SELECIONAMOS PARA VOCÊ

“Gente eu só vou dizer uma coisa pra vocês: eu cheguei no candomblé aos oito anos de idade, isso faz exatos 40 anos, que é a minha religião até hoje. Se vocês não sabem, o candomblé é de tudo, de tudo, é uma religião afrodescendente”, começou ele.

Ao se prolongar com o discurso, o comunicador falou que se sente no direito de não gostar do novo visual do atleta, e afirmou que nunca teve problemas com diferenças em meio a sociedade.

“Ou seja, toda a minha infância, minha adolescência, eu sempre convivi com homens, com mulheres pretas, enfim. Eu nunca tive problema com xenofobia, com homofobia, com seja lá o que for, com qualquer tipo de minoria. E eu deixei muito claro aqui ontem que eu gostei do cabelo black, como ele vinha no Big Brother Brasil, e deixei isso muito claro. Eu jamais iria ter um ato racista ou fazer algo do gênero, nunca, nunca! Eu não gostei e acho que cabe a mim não gostar”, argumentou.

Conflitos

Um pouco antes da declaração de Felipeh Campos vir à tona, Paulo André relembrou os conflitos que teve com Lina durante o BBB 2022. Segundo ele, ambos sabiam separar relação pessoal do jogo.

“Eu não tinha nada contra ela em relação a jogo, só que nas primeiras semanas a Lina junto com as aliadas dela começaram a votar em mim, a me ver como alvo. Mas com a Lina não sei, elas começaram a votar em mim e eu fiquei bem revoltado porque a Lina me abraça, zoava comigo, fazia brincadeiras bobas e gostosas, e votava em mim”, comentou ele.

Por fim, o artista que teve um affair com Jade Picon dentro da casa, destacou a energia positiva que teve com a rapper e atriz.

“E foi aí que eu entendi, e que até o Pedro comentou comigo, que a Lina sabia separar relação do jogo. Então eu falei ‘então é isso, vamos trocar voto, se colocar no paredão e continuar numa relação boa’. Para mim foi 10 assim também, melhor do que um ficar de bico com o outro o jogo todo. E a Lina é muito maneira, eu amo a Lina! Para mim a conexão que tive com ela, de zoar um com o outro, foi demais”, argumentou.

O que você achou? Siga @siteentrete no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Rafael Carvalho
Formado em Jornalismo pela Faculdade das Américas (FAM), já apresentou programa de entretenimento relacionado ao mundo dos famosos e entrevistou artistas do meio.
Veja mais ›