Fernanda Abreu exibe corpo saradíssimo aos 60 anos

No auge dos 60 anos, a cantora Fernanda Abreu continua esbanjando beleza e boa forma em suas redes sociais! A artista compartilhou um clique diferenciado em seu Instagram e deixou os fãs completamente encantados.

Na ocasião, ela ousou na combinação do look, misturando uma peça moda praia com casaco, meias e óculos de sol. No clique, ela aparece em cima de uma cadeira de madeira, deixando em evidência seu corpo saradíssimo.

SELECIONAMOS PARA VOCÊ

“Sábado de biquini, casaco e meia…”, escreveu a dona do hit Rio 40 Graus. “Friozinho, sábado de sol”, acrescentou ela, que ainda usou a hashtag “errejota”, em referência ao Rio de Janeiro.

Em meio aos comentários da publicação, fãs e amigos famosos de Fernanda Abreu deixaram muitos elogios e mensagens carinhosas para ela. Letícia Spiller, por exemplo, comentou: “Gata”, acrescentando um emoji de coração. Heloísa Périssé escreveu: “Muito maravilhosa”. Uma seguidora se declarou: “Sempre espetacular”, disse.

“Envelhecer nunca foi uma questão para mim”

No ano passado, Fernanda Abreu concedeu uma entrevista à jornalista Silvia Ruiz, do portal Viva Bem, do UOL, onde comentou sobre como lida com o envelhecimento. Aos 60 anos de idade, a cantora garante que isso nunca foi uma questão para ela.

“Envelhecer nunca foi uma questão para mim. Minha mãe sempre conversou muito comigo desde cedo. Dizia que adolescência, por exemplo, seria uma fase intensa e difícil. Tem esse momento que é se desligar da mãe e se conectar a um grupo, há todo tipo de pressão para a gente se sentir incluído, como drogas, sexo. Depois vem a idade adulta, ter que escolher uma profissão muito jovem, depois escolher se quer ser mãe, se quer estar sozinha ou num relacionamento. E por fim a gente envelhece e sabe da aproximação da morte. Eu encaro isso tudo com naturalidade e como parte da vida. As pessoas é que me fazem pensar nisso porque me perguntam, mas para mim não é um problema.”, afirmou.

Durante o bate-papo, a artista também falou sobre os cuidados que busca ter com seu corpo e sua saúde. “Eu sempre fui bailarina, nunca parei de dançar, o que me deu muita flexibilidade, é natural para mim. Mas isso é bom e ruim, porque o ballet é antinatural, a gente força muito o corpo. Já fiz muita fisioterapia e morro de medo de ter que operar o quadril que tem sequelas desse esforço.”, explicou.

“Eu estou voltando a fazer atividade física depois de dois anos de bastante dificuldade. Primeiro porque peguei Chikungunha, que me deixou com várias sequelas, dores articulares. Depois tive capsulite adesiva, a síndrome do ombro congelado, que simplesmente me deixou sem poder mexer os braços. Agora estou me recuperando depois de muita fisioterapia e me procuro fazer caminhadas. Mas sei que uma hora vou ter que me convencer a fazer musculação, porque a gente perde muita musculatura com a idade.”, detalhou.

O que você achou? Siga @siteentrete no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Henrique Souza
Mineiro, 26 anos, Graduado em Comunicação Social, Redator e Social Media.
Veja mais ›