Gabriel Sater fala sobre as cenas intensas de ‘Pantanal’

Sucesso como o violeiro Trindade no remake de ‘Pantanal’, o ator Gabriel Sater, de 40 anos, comentou sobre o desafio de gravar algumas cenas mais intensas na novela. Seu personagem se apaixona por Irma, papel de Camila Morgado na história.

“Já estamos gravando cenas interessantes. Há um terceiro nesse envolvimento, muito ciúme e cenas que vão aquecer a telinha… É um amor real, de carne, paixão, pé no chão e coração fervendo mesmo.”, adiantou ele, em conversa com o jornalista Filipe Pavão, do Splash UOL.

SELECIONAMOS PARA VOCÊ

Caso o remake siga o mesmo caminho da trama original, exibida em 1990, Gabriel Sater protagonizará algumas cenas de sexo e nudez. No entanto, o filho de Almir Sater destaca que isso não é um problema para ele.

“Todos viemos sem roupas e vamos embora sem roupas. Trabalhamos com o que a arte tem para oferecer. Somos artistas por completo. Uma poesia que só… Ainda não sei detalhes da trama nesse sentido, até fico curioso para saber, mas espero que possa agradar nessas cenas também”, afirmou ele.

Gabriel Sater também aproveitou para elogiar o profissionalismo de Camila Morgado, sua parceria de cena na novela.

“Trabalhar com a Camila, por si só, é um privilégio. Sou fã dela antes de conhecê-la. Quando você tem a oportunidade de trabalhar diariamente com uma pessoa que joga para valer e se entrega de corpo e alma, é muito gratificante. É tudo o que a gente espera e sonha para um trabalho”, declarou.

Cena emocionante com o pai

Outro momento de muita emoção para Gabriel, foi uma cena em que ele contracenou ao lado do pai, Almir Sater, que na história, interpreta Eugênio. Apesar da sequência não pedir emoção, ele revela os bastidores das gravações.

“Gravamos uma cena muito linda e que a gente ensaiou muito. Sem dar spoilers, foi emocionante para mim, mas eu tive que fazer um trabalho inverso… Ensaiei para não me emocionar gravando com meu pai porque a cena do Trindade não pedia isso. Quando eu toco com ele em um show, naturalmente, eu me emociono porque ele é meu grande ídolo, é minha referência maior, mas eu não podia na cena. Se fosse o Gabriel em uma situação normal da vida, eu me emocionaria trabalhando com meu pai. Mas sendo o Trindade, eu não poderia colocar as minhas emoções na fatídica cena de encontro entre Trindade e Eugênio.”, disse.

Na trama original, Almir Sater foi o responsável por interpretar Trindade, violeiro que possui um pacto com o demônio.

O que você achou? Siga @siteentrete no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Henrique Souza
Mineiro, 26 anos, Graduado em Comunicação Social, Redator e Social Media.
Veja mais ›