Gaby Amarantos comenta sobre quarentena: “altos e baixos”

Gaby Amarantos comentou sobre a quarentena (Foto: Reprodução)

Gaby Amarantos bateu um papo com o Gshow, e contou detalhes de sua quarentena. Segundo a artista, ela passou a maior parte do confinamento no Rio de Janeiro durante quatro meses, sem poder matar a saudade da família que reside em Belém. “Por conta do distanciamento social, fiquei quase quatro meses sem ver minha família“, iniciou a artista.

Passei grande parte da quarentena só com o meu marido e, como os voos começaram a ser liberados, há umas duas semanas chegaram aqui meu filho, minha irmã e as duas filhas dela. Estou muito feliz, porque agora estamos todos aqui cheios de amor. Mas continuamos em casa. Minhas sobrinhas também são minhas filhas, porque temos um formato de família em que dividimos essa responsabilidade com as crianças. É muito que nem nas tribos indígenas: todo mundo cuida do filho de todo mundo”, concluiu.

Adaptação

Em meio a quarentena, diversas escolas remanejaram os seus conteúdos para o EAD, e segundo Gaby, o seu filho Davi de 11 anos, e a sobrinha Adrielle, de 13, já se adaptaram bastante e conseguem estudar à distância.

“O Davi, além de estar tendo um excelente aproveitamento nas aulas on-line, ainda reclama que, no chat, as crianças ficam mandando emojis e memes. Ele diz: ‘Caramba, mãe, eu quero fazer perguntas para o professor e a galera fica na brincadeira’. Não estou dizendo que meu filho é perfeito, porque a gente percebe a diferença de rendimento, mas ele está indo muito bem. Os dois acordam, tomam café, ficam aqui estudando até o horário, param para o recreio, fazem os exercícios”, expressou a artista, em um tom de orgulho.

Casamento

Gaby Amarantos é acostumada a aparecer em cliques ao lado do marido Gareth Jones, e na mesma conversa, afirmou que o período de isolamento social ao lado do companheiro sofre com altos e baixos.

Acho que ter alguém junto com você nesse momento é muito bom, mas confesso que sou eu quem surta mais. Inclusive, a gente tem um combinado de que um surto por dia está liberado. Então, uma vez por dia, posso extravasar, dar uma chorada, bater uma porta… Mas, por favor, não confundam surto com violência!”, finalizou a beldade.

DEIXE SUA OPINIÃO

comments