Geisy Arruda abre o jogo sobre sexualidade e aceitação da família

A influenciadora Geisy Arruda disse que passou um certo perrengue com sua família por conta da sua sexualidade. A declaração aconteceu durante sua participação no Podcast Mais Do Que 8 Minutos, de Rafinha Bastos.

Segundo a escritora de contos eróticos, que é abertamente bissexual, ela teve experiência com meninas desde a adolescência e até chegou a namorar uma delas, o que gerou revolta em sua mãe.

SELECIONAMOS PARA VOCÊ

“Quando tinha 15 anos, eu namorei uma menina. Nossa, a minha mãe quase cortou os pulsos, quase ficou depressiva”, contou ela, que completou: “Ela falava que não me criou para isso”.

Geisy ainda recordou que fazia de tudo para se encontrar com a namorada e até chegava a pular o muro de casa. A famosa disse que o jeito da garota não agradava sua mãe.

“Minha ex era bem ‘menininho’, tinha cabelo curto, usava roupa masculina. Eu adorava. Para minha mãe, eu era o desgosto da família. Não dava para ficar com ela em casa. Eu pulava o muro”, disse.

Falou sobre sexualidade, tabu e preconceito

Sempre tratando de sexualidade de maneira livre nas redes sociais, Geisy Arruda contou que constantemente acaba recebendo propostas picantes de seus seguidores. A declaração aconteceu em entrevista à revista Marie Claire.

Durante o bate-papo, a famosa demonstrou incomodo com as propostas inconvenientes das pessoas. Ela disse que já chegaram a oferecer uma alta quantia para um encontro, mesmo ela não sendo acompanhante de luxo.

“É assim que a sociedade te julga. Eles te oferecem dinheiro e eu não respondo a maioria dessas mensagens. Assim já fica subentendido que não me é interessante. Já me ofereceram muito dinheiro, recebo e-mails com propostas, mas é algo irrelevante. Me sugeriram até R$ 30 mil, depende de quanto a pessoa tem. De todo modo, não costumo me atentar a estes valores”, disse ela.

A famosa, que já tem publicado três livros de conto erótico, comentou sobre o tabu na sociedade sobre sexualidade. Segundo a influenciadora, muitas pessoas acabam complicando o assunto.

“O sexo não é algo feio como as pessoas pintam, pelo contrário: é uma das coisas mais lindas do mundo. É uma pena que seja tratado a portas fechadas, no escuro, com sigilo como se fosse algo muito errado, sendo que é algo libertador. Essa foi a forma como fomos criados. Talvez essa nova geração venha com a mente mais aberta sobre o sexo”, acrescentou a famosa.

 

O que você achou? Siga @siteentrete no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Surenã Dias
Formado em jornalismo pela UNIME Salvador, possui passagem por rádio, jornal e trabalha com público de internet desde 2016. Atualmente tem focado em projetos de audiovisual, cultura pop e celebridades.
Veja mais ›