Gil do Vigor faz participação divertida em show histórico de Juliette

publicidade

A cantora Juliette se apresentou pela primeira vez no São João de Campina Grande e causou o maior alvoroço após levar para cima do palco o economista Gil do Vigor, seu antigo colega de confinamento no BBB 2021.

“Olha quem tá aqui! Venha cá, safado! Bora, peste! Ele veio assistir o show. Tô muito feliz. Pernambuco e Paraíba”, disse a cantora, que logo em seguida iniciou a performance da música Sala de Reboco, do icônico Luiz Gonzaga.

publicidade

SELECIONAMOS PARA VOCÊ

Em seguida os ex-BBBs se empolgaram e fizeram uma pequena performance coreografada para o público que assistia ao show. Descendo até o show, os dois até mesmo se arriscaram a fazer o famoso passo do quadradinha, arrancando gritos e palmas dos fãs.

Ei, tá paquerando! Tá pegando todo mundo!”, brincou Juliette, ao ver Gil bem animadinho no evento. Sempre muito agitado, o pernambucano agradeceu pelo convite da amiga: “Vamos vigorar! Muito obrigado, é muito bom estar aqui, é um regozijo!”.

No dia seguinte Gil usou sua rede social para reforçar a felicidade que foi estar no evento junino. “Ontem foi incrível! Obrigada amiga por ter sido TÃO acolhedora e ter me recebido com tanto carinho e cuidado. Já estou com saudade. Nosso São João, nosso Nordeste”, disse o economista.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

Recebeu críticas de Antonia Fontenelle

No início do mês Juliette Freire foi alvo de críticas da apresentadora Antonia Fontenelle, após desabafar com os fãs sobre os constantes ataques xenofóbicos que ela sofre. Na ocasião, a loira disse que o relato da cantora surgiu após ela ter passado por um teste de atuação o qual ela precisava neutralizar seu sotaque nordestino.

publicidade

“Ela insiste em ser atriz, cantora e sei lá o que, mas sem estudar. Ela e sua mania de acusar todo mundo de xenofobia. Inclusive ela me arrumou um problema muito grande por causa dessa palhaçada dela”, começou a youtuber.

“Ela foi fazer um teste de dublagem, pra fazer um filme com projeção internacional e, chegando lá, pediram pra ela neutralizar o sotaque, mais do que normal. E ela foi acusar a produção de xenofobia. Querida, deixa eu te falar uma coisa: Susana Vieira é carioca e ela fez a Maria do Carmo, que é nordestina. Quando pediram pra ela fazer sotaque de nordestina, você acha que ela foi acusar o Aguinaldo Silva ou os diretores da novela de xenofobia?”, indagou.

O que você achou? Siga @entreteoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›