Gil do Vigor rouba a cena em evento internacional e celebra diversidade

O economista Gil do Vigor se mantém em alta mesmo após o fim do Big Brother Brasil 21. Nesta segunda-feira (18), ele foi destaque na pré-estreia do novo filme da Marvel, Os Eternos, estrelado por Angelina Jolie.

Nas redes sociais o brasileiro se tornou destaque após ser flagrado pelas câmeras do evento enquanto Kevin Feige, presidente da Marvel Studios, concedia uma entrevista à revista Variety.

SELECIONAMOS PARA VOCÊ

“o gil mascando chiclete pra não ficar com bafo perto da angelina jolie EU AMO ESSE GAY KKKKKKKKKKKKKK”, disse um internauta, impressionado com um possível encontro. “nunca na vida imaginei ver o gil do vigor no mesmo local do kevin feige pois agora estou vendo e sorrindo muito”, reagiu outro.

Mais tarde o ex-BBB fez questão de aparecer em seu Instagram para falar como foi a experiência de encontrar estrelas internacionais no evento e também de ter assistido ao novo filme em primeira mão.

“Ainda estou emocionado, foi uma das melhores experiências da minha vida. O filme é representativo, tem o primeiro casal LGBTQIA+ da Marvel, uma personagem surda, então teve essa preocupação com a diversidade e com a representatividade”.

Discurso politizado

Recentemente Gil foi convidado para o programa Papo de Segunda, do GNT, onde falou sobre sua sexualidade. O pernambucano afirmou que sua passagem pelo BBB 21 foi de extrema importância para a causa LGBTQIA+, por conta da representatividade.

“A gente grita, grita, mas parece que ninguém ouve. Isso era o que eu queria falar dentro do Big Brother. É o que eu falo agora e vou falar pra sempre. Precisamos dar voz pra todos os Gils que vivem no anonimato. Que sofrem, que apanham, que lutam, que gritam muito, gritam muito alto, mas não tem pessoas pra ouvir”, desabafou.

“Eu quis trazer voz dentro do programa. Essa era meu objetivo. Esse foi meu prêmio. Trazer voz pra aquele que grita grita grita e não tem recurso. É importante a gente acabar com isso. E dá proteção, dá meio. Várias vezes na igreja, na universidade, em outros lugares, sofri ataques e não tinha para quem recorrer. Vou recorrer para quem? Tenho que chegar no trabalho 8h, sair 17h, ir para a faculdade 18h. Então assim, é aguentar calado e esperar, não tem muito como recorrer”, disse ele.

O que você achou? Siga @siteentrete no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

MAIS LIDAS

Surenã Dias
Formado em jornalismo pela UNIME Salvador, possui passagem por rádio, jornal e trabalha com público de internet desde 2016. Atualmente tem focado em projetos de audiovisual, cultura pop e celebridades.
Veja mais ›