Gilberto Barros gera revolta ao afirmar que agrediria gays

Gilberto Barros (Reprodução/Youtube)
Gilberto Barros (Reprodução/Youtube)

Uma fala do apresentador Gilberto Barros contra homossexuais tem causado polêmica nas redes sociais e pode gerar processo. Isso porque o famoso deixou claro que não gosta de ver dois homens se beijando.

Durante um bate-papo com a jornalista Sônia Abraão no programa Amigos do Leão, exibido na última semana, Gilberto relembro os tempos onde esteve na Rádio Globo nos anos 1980 e afirmou que acabava vendo muitos gays na rua.

O caso aconteceu na última semana, durante a exibição do programa Amigos do Leão, no Youtube. Na transmissão, que contava com a participação da jornalista Sônia Abrão, o apresentador relembrou seus tempos de trabalho na Rádio Globo, em 1980.

“Você lembra a hora que eu acordava para trabalhar na Rádio Globo, quando cheguei a São Paulo, em 1984? Tinha que acordar às 2h30 e ainda presenciar, no lugar onde guardava o carro, beijo de língua de dois bigodes. Porque tinha uma boate gay lá na frente”, disse Leão.

O jornalista continuou afirmando que não gostava de ver muito a cena de dois homens se beijando, por ele ser uma pessoa recém chegada do interior. Logo em seguida, Gilberto afirma que hoje em dia agridiria gays, caso visse a cena em sua frente.

“Não tenho nada contra, mas também sou gente. Naquela época ainda, imagina. Chegando do interior… hoje em dia, se quiser fazer [na minha frente], faz, mas apanha os dois”, completou. A fala foi seguida por surpresa por Sônia Abraão, que disse: “Meu deus”.

Ameaça de processo contra Gilberto Barros

Após a alta repercussão do caso nas redes sociais, o candidato a vereador de São Paulo William de Lucca se pronunciou sobre a situação e afirmou que já denunciou o apresentador ao Ministério Público por crime de homofobia.

Através do seu perfil do Twitter, De Lucca destacou que, com sua fala, Gilberto Barros tem incentivado a agressão contra homossexuais. O político recebeu o apoio dos seguidores.

“Esta é a fala de @GilbertoBarros que me motivou a denunciá-lo ao Ministério Público e também pela lei 10.948/01 por crime de homofobia. Não é admissível que um comunicador use um espaço para incentivar a agressão contra homossexuais. É crime e ele responderá por isso!”, escreveu.

DEIXE SUA OPINIÃO

comments