Gisele Bündchen deixa agência de talentos depois de 22 anos

Tom Brady não é o único em sua família com grandes notícias depois do Super Bowl de domingo em que o jogador foi um dos responsáveis por vencer o torneio pela sétima vez. Sua esposa Gisele Bündchen também tem notícias fresquinhas sobre si.

Ela está deixando a agência de IMG Models após 22 anos contratada, conforme a Page Six confirmou.

SELECIONAMOS PARA VOCÊ

A fonte do site diz que a supermodelo de 40 anos e mãe de dois filhos decidiu fazer sua representação internamente, dando as rédeas de sua carreira à irmã gêmea Patrícia, que também trabalha como sua agente.

Apesar de se despedir da beldade, que por acaso é uma das modelos mais bem pagas da indústria, a IMG deu as boas-vindas a dois rostos muito novos no mês passado na sequência da posse de Joe Biden: a poetisa Amanda Gorman e a enteada de Kamala Harris, Ella Emhoff .

“Tem sido um janeiro quente, com novos rostos e sangue fresco entrando na indústria da moda”, disse a fonte interna da empresa.

A agência não busca apenas novatos inexplorados, mas também veteranos. Eles recontrataram Milla Jovovich, uma ex-cliente de longa data, no mês passado, depois que ela saltou para a The Society Model Management em 2019. Há planos para anunciar ainda mais acréscimos de talentos em um futuro próximo.

No mês passado, Bündchen e Brady venderam seu apartamento em Tribeca por US$ 37 milhões e atualmente estão construindo uma casa dos sonhos na Ilha Indian Creek, em Miami, também conhecida como “bunker do bilionário”, conforme informações da Page Six.

Gisele Bündchen e Tom Brady (Reprodução)
Gisele Bündchen e Tom Brady (Reprodução)

O quarterback falou em entrevista sobre Gisele, afirmando que sem ela não seria possível viver seus sonhos.

“Vejo o que minha mulher faz por mim, como ela sacrifica suas manhãs, suas noites para colocar as crianças na cama, para acordá-las cedo, levá-las na escola, ir às reuniões de pais e professores, para que eu pudesse viver meu sonho. Isso é muito importante”

“Demorei um pouco para entender o que é preciso para ser um grande líder. Levei um tempo para entender o que é preciso para assumir os compromissos que precisava assumir. Eu queria alcançar, mas nem sempre sabia como chegar lá e muitas vezes trabalhei muito nas coisas erradas. Não acho que trabalhar duro foi o meu problema, mas não estava trabalhando para as coisas certas. E quando me concentrei nas coisas certas, me vi melhorar”, disse o astro do esporte em entrevista a uma marca de relógios.

“Ao longo da minha vida, tentei cortar todas as coisas ruins, cortar as coisas que sei que não funcionam, e me concentrar em todas as coisas boas que sei que funcionam. Acho que é por isso que ainda estou fazendo o que faço hoje. Mas ainda acho que posso ser melhor”.

O que você achou? Siga @siteentrete no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Paulo Afonso
Comunicólogo balzaquiano, paulistano, e com experiência vasta nesse mundo virtual. Adorador de séries, filmes, quadrinhos, e tudo o que envolve a cultura pop.
Veja mais ›