Gretchen fala sobre entrar em novo reality

Gretchen é sempre solicitada quando o assunto é reality. A musa que virou meme com os seus posicionamentos em A Fazenda 5, conversou com a rádio Jovem Pan, e destacou a possibilidade. Segundo ela, o legal é as pessoas ficarem com a sua antiga marca.

“Já recebi convites sim, mas prefiro que seja uma participação única. Não tem como fazer uma nova ‘Fazenda’ e as coisas serem iguais. Prefiro que todo mundo guarde aquela imagem”, iniciou.

Na sequência, ela relembrou a época que topou entrar no programa rural da Record TV, e sua desistência memorável, que foi feita ao som de gritos de Viviane Araújo.

“A participação foi única, histórica e vai ficar marcada para sempre porque eu sou muito eu e quando desisti foi em prol daquilo que eu acredito. Não me arrependo de jeito nenhum, acho que saí no momento certo e fui motivada pela preocupação com meus filhos. Eles estão em primeiro lugar e não tem dinheiro que faça a minha cabeça. Nunca imaginei que minha participação ia fazer tanto sucesso, mas sabia que quando as pessoas me conhecessem, ela iam descobrir uma nova Gretchen”, apontou.

Inspirações

Com mais de 60 anos, e muitos anos de carreira, Gretchen recentemente mencionou os nomes de algumas artistas do POP que admira. Além disso, ela comentou sobre algumas identificações com Anitta.

“Por incrível que pareça, as minhas inspiração não são mulheres mais velhas. Quem me inspira é a Anitta. Ela diz que eu a inspiro, mas me inspiro no modo dela vestir, no jeito de ser. Estou sempre ligada no que ela está fazendo. Também gosto muito da IZA e Ludmilla. A Pocah, a Rebecca também são mulheres com histórias de vidas fortes, exemplos lindos de superação. São mulheres que me inspiro para manter a minha juventude. Não acho que sou obrigada a me inspirar somente em mulheres mais velhas”, revelou.

Na sequência, a cantora defendeu a sensualidade de cada uma delas; “Me inspiro nessas mulheres jovens, que têm uma forma legal de enxergar a vida e lidar com os problemas delas. As pessoas só olham quando elas estão dançando e rebolando ali nos clipes, mas ninguém vai atrás das suas histórias. São mulheres guerreiras que foram atrás dos objetivos e me inspiram muito”, argumentou.

Haters

Na mesma conversa com a revista Quem, a influenciadora destacou que comentários de ódio gera constragimento no individuo, que não precisa ser cancelado de forma alguma.

“É ruim, constrangedor. A gente se sente diminuída, exposta e com medo dos julgamentos das outras pessoas. As próprias mulheres julgam muito e isso é cruel. Há pouco tempo, comecei até expor esses comentários maldosos para mostrar que não são haters”, falou.

MAIS LIDAS

Rafael Carvalho
Formado em Jornalismo pela Faculdade das Américas (FAM), já apresentou programa de entretenimento relacionado ao mundo dos famosos e entrevistou artistas do meio.
Veja mais ›