Gretchen se irrita e rebate haters após ataques por aparência

publicidade

A cantora Gretchen sofre muito com críticas de haters nas redes sociais. E e a famosa decidiu fazer mais um desabafo a respeito disso, dessa vez por conta de sua aparência. Detonada por estar, segundo internautas, diferente, ela disse que as pessoas precisam cuidar de suas próprias vidas.

“Eu postei uma foto do novo mega hair e aí, claro, a galera do mal tem que falar… Teve uma ou várias que falaram assim: ‘ela está ficando careca’. E o que é que você tem com a minha vida? Se eu quiser raspar a cabeça inteira e ficar careca, é um problema meu. Se eu estou ficando careca ou não, também é problema meu“, disparou.

publicidade

SELECIONAMOS PARA VOCÊ

Por fim, a cantora disse que não está interessada na opinião das pessoas a respeito de sua aparência e garantiu que não está sem cabelos. “Não estou careca. Tenho umas entradinhas aqui ou ali, mas o resto é tudo cabelo meu“, finalizou ela.

Gretchen foi censurada

Recentemente, Gretchen foi entrevistada com exclusividade pelo podcast Podpah e falou sobre vários assuntos. Em um momento, ela relembrou a ditadura no Brasil e revelou que chegou a ser censurada no início da carreira. A cantora explica que suas danças quentes e roupas curtas motivaram a censura e ela foi proibida até de se apresentar na televisão.

“Eu era o símbolo sexy do Brasil, porque eu dançava de shortinho, dançava de costas para o público, rebolava. Era muito afrontoso uma mulher dançar de costas para o público, dançava com um vestido transparente que aparecia a calcinha… Hoje todo mundo usa isso, até porque está na moda, mas naquela época era um absurdo, e eu fazia tudo isso, já com 18 anos, e foi um estrondo no Brasil”, relembrou.

Mais detalhes

Na sequência, a famosa relembrou um detalhe que chama a atenção: ela foi censurada mesmo sendo filha de militar. Para muitas pessoas, sua postura na mídia era “inaceitável” e sua gravadora chegou a ser procurada na época.

publicidade

Eu fui censurada, fiquei um mês que a censura me proibiu de fazer televisão, tinha a ditadura naquela época [tive que] ficar um mês sem aparecer em nenhum programa de TV. [Foram] na gravadora, falaram que eu não podia fazer mais televisão, porque era abuso… que mostrava muito, aí não podia”, contou.

Por fim, a musa disse que era uma das mulheres mais desejadas naquele momento. “Eu era anônima, filha de um militar, que não saia de casa sem a mãe, e da noite para o dia passo a ser a mulher mais desejada do Brasil, que posa nua, que aparece em todos os programas. Eu perdi a juventude, a minha adolescência eu não tinha, fazia uma média de mais de cinquenta shows por mês“, finalizou.

O que você achou? Siga @entreteoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›