Guilherme Fontes compartilha cliques raros com os filhos nas redes sociais

Guilherme Fontes (Imagem: Divulgação / Globo)

De volta ao ar, através da reprise da novela A Viagem, em exibição no Canal Viva, Guilherme Fontes, que interpretou o papel de Alexandre, vilão no folhetim de Ivani Ribeiro, publicou uma série de fotos raras junto com os seus dois filhos Carolina e Carlos, de 15 e 14 anos, respectivamente, recentemente nas redes sociais.

Os cliques foram feitos durante a festa de natal que o ator de 53 anos promoveu com a família. Os adolescentes são frutos do relacionamento do ator, com a ex-mulher dele, Patrícia Lins e Silva, com quem Guilherme foi casado por 13 anos e se separou em 2014.

“Todo ano reúno toda minha família nesta data . Sempre um grupo de 30 / 40 pessoas. Este ano ficamos só nosso núcleo. Essa foi a nossa contribuição, nosso ato de amor a todos para que em 2021 a festa possa ser completa. Sem faltar ninguém”, escreveu ele na legenda da publicação.

Guilherme Fontes fala de Alexandre de A Viagem

Em uma live, recente, no Instagram, Guilherme Fontes revelou que se diverte com os memes, referentes ao seu personagem Alexandre em A Viagem ,  mas que não sabe como lidar com a fama na internet. “Essa relação com a internet e com o público, para mim, ainda é um mistério. Sou um cara muito tímido. Mas não sei se as pessoas me conhecem mais por Guilherme ou por Alexandre (personagem de ‘A viagem’)”.

Ele declarou em uma entrevista à Folha de São Paulo, que “de tempos em tempos” atores encontram “um personagem que, digamos assim, é a sua alma gêmea” e embora Fontes e Alexandre tenham personalidades completamente distintas, fato é que o ator nunca conseguiu desvencilhar-se do personagem. “Acho absolutamente extraordinário. Fico muito orgulhoso de saber que um trabalho que fiz há quase 27 anos, continue sendo reprisado e fazendo sucesso”, disse ele.

 Na entrevista, o ator ainda lembrou que apesar do clima pesado da história e de certas cenas, as gravações como um todo eram leves e divertidas: “Aquilo era tão prazeroso, tão divertido de fazer, que eu saia rindo, no sentido de, puxa, foi muito bom fazer”. 

Continuação

A novela de 1994 é, na verdade, o remake de uma produção de 1975, também de Ivani Ribeiro. A trama contém influências Kardecistas e boa parte do enredo se concentra nas vinganças orquestradas pelo espirito de Alexandre contra seus inimigos no plano terreno.

Ao fim da trama, Alexandre consegue apaziguar o ódio e reencarna, encerrando sua ‘viagem’. Mesmo assim, Guilherme Fontes não descarta a força do personagem e até sugeriu uma continuação: “Acho que ele, o Alexandre, iria tocar o terror, tipo ‘Brinquedo Assassino’, o legal seria isso. E o divertido é ele ser criança. Hoje em dia, com computação gráfica, pode colocar meus olhos no personagem, pode fazer o diabo”, disse ele em entrevista à Folha.

Veja mais ›