Ingrid Guimarães faz reflexão após morte de Paulo Gustavo: “Sem explicação”

A atriz Ingrid Guimarães, que era grande amiga de Paulo Gustavo, voltou a falar sobre a partida precoce do amigo. O humorista foi uma das centenas de milhares de vítimas da Covid-19 e faleceu em decorrência da doença em maio passado. No Instagram, Ingrid fez um post reflexivo e disse que sua vida mudou desde o falecimento dele.

“Eu vivia planejando o futuro, os anos, os meses, a semana. Como se a vida fosse um filme e eu pudesse escrever o final. Desde que perdi um amigo tão sem explicação, faço exercício de viver cada dia e deixar o futuro com quem realmente é dono dele. E você também tem dificuldade de viver um dia de cada vez? Ou sua ansiedade também não deixa?”, questionou ela.

SELECIONAMOS PARA VOCÊ

A fala de Ingrid serviu de legenda para uma foto com a frase: “De depois em depois, a gente perde o agora”. Milhares de pessoas curtiram a foto e muitas pessoas deixaram comentários, como foi o caso de Mônica Martelli, que também era grande amiga de Paulo. “Amei”, escreveu ela em diversos comentários. A apresentadora Fátima Bernardes também comentou. “É isso. Só temos o agora”, disse a comandante do Encontro.

Veja o post de Ingrid Guimarães no Instagram:

Programa dedicado

No mês passado, Ingrid Guimarães estreou o programa Modo Mãe, no canal GNT. No dia do lançamento da atração, ela decidiu dedicá-lo a Paulo Gustavo, publicando uma mensagem na web. “Como é que eu vou divulgar um programa nesse luto que eu estou vivendo?”, escreveu, no Twitter.

“Eu me toquei que o programa é sobre maternidade, sobre mãe. E aí me lembrei da Déa, e que o personagem mais famoso da vida do Paulo veio através dessa mãe que trabalhou a vida inteira, essa mãe que cantou na noite, essa mãe que vendeu quentinha pra criar esses filhos maravilhosos. E eu pensei: vou usar esse programa pra dedicar a ele e a Déa”, disse, citando Déa Lúcia, mãe do famoso.

Ingrid o colocou como grande exemplo para o filho. “Porque se você vê o filho que viu a mãe trabalhando a vida toda e se transformou no que o Paulo é, eu acho que isso é um exemplo. Isso é o verdadeiro empoderamento da criança. Então comecei a achar que era uma bonita coincidência, afinal de contas, o Paulo, como homem, conseguiu fazer um personagem feminino que representasse a mãe brasileira”, concluiu.

O que você achou? Siga @siteentrete no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

MAIS LIDAS

Thiago Freitas
Marketing - Centro Universitário de Belo Horizonte. Atua como redator para o nicho de TV e famosos.
Veja mais ›