Irmão da ex-BBB Marcela MC Gowan, fala sobre sua transição de gênero

Enzo Lins e Marcela MC Gowan
Enzo Lins e Marcela MC Gowan (Foto: Reprodução/Instagram)

Enzo Lins, irmão trans da ex-BBB Marcela MC Gowan, usou suas redes sociais para interagir com os seguidores e responder dúvidas e curiosidades sobre sua transição de gênero. Ele contou ainda, como foi quando se descobriu um homem transgênero.

“Desde pequeno, eu já sabia que era um menino, só não entendia porque estava em um corpo errado e o que eu poderia fazer para mudar. Se minha mãe colocasse um vestido em mim, eu chorava”, revelou ele.

Na sequência, Enzo disse como foi importante ter o apoio de sua irmã durante este processo. Ele conta que, foi ela quem indicou um especialista de confiança para auxiliar em sua transição.

“Sempre fiz terapia, mas quando decidi fazer a transição, a Marcela me indicou um psiquiatra, que é especialista em pessoas trans. Com ele eu comecei a minha transição. Foram seis meses até ele me liberar para começar a tomar testosterona. Depois que ele me liberou, me indicou uma endocrinologista, também especialista em pessoas trans, e, após muitos exames, comecei a tomar a testosterona. Faço acompanhamento com os dois até hoje.”, explicou ele.

Por fim, o irmão de Marcela disse que se define como um homem trans e heterossexual. Sobre suas cicatrizes, ele conta que elas fazem parte de sua história.

“Faz parte da minha história, elas mostram que eu consegui”, finalizou ele.

Dia do Orgulho LGBTQIA+

No ano passado, Marcela MC Gowan aproveitou o Dia do Orgulho LGBTQIA+ para falar sobre sua bissexualidade e também sobre seu irmão trans. Através dos Stories, ela compartilhou algumas fotos e deu um depoimento emocionante.

“Hoje aqui em casa é dia de dupla comemoração. Além de ser aniversário do meu irmão, é o dia que a gente comemora o Dia do Orgulho LGBTQIA+. Para quem não sabe ou ainda não entendeu, meu irmão é um homem trans, já falei isso várias vezes”, iniciou a ex-BBB. “Eu sou uma mulher bissexual. Fico muito feliz de saber que a gente tem uma família que acolhe, que aceita e que a gente pode se abrir e falar disso tranquilamente”, contou ela.

Por fim, Marcela deixou uma mensagem de esperança para as pessoas que são LGBTQIA+.

“Uma das coisas que mais desejo para a toda a população LGBT é que chegue esse momento que a gente não tenha que ter vergonha de quem a gente é, de quem a gente ama, e que possa falar livremente sobre isso sem medos e julgamentos sociais”, concluiu ela.

Veja mais ›