Joelma desabafa sobre relacionamento abusivo

A cantora Joelma foi a convidada especial do programa Jojo Nove e Meia, do canal Multishow, que foi ao ar na noite desta quinta-feira (29). Durante o bate-papo com Jojo Todynho, a ex-vocalista da Band Calypso falou sobre casos de violência doméstica em sua família, fazendo um alerta para o público. Ela presenciou agressões sofridas pela mãe em diversas ocasiões.

Faz parte da minha história, né? Porque meu pai era completamente abusivo com a minha mãe. Ele não batia, ele espancava ela e tinha cinco anos de idade e lembrava de tudo. Eu cresci nutrindo esse sentimento horrível como se fosse um bichinho de estimação. Chegou num momento da minha vida que eu não conseguia mais sorrir, mas eu sabia o caminho de volta. Eu aprendi a perdoar. Meu pai foi embora de casa quando eu tinha oito anos de idade. Quando eu fui falar com ele, eu já tinha os meus 42 anos”, desabafou.

Na sequência, Joelma foi questionada se ficou assustada com o crescimento de casos do tipo durante a pandemia da Covid-19. E ela deixou um conselho para as fãs. “Agora foi o ápice, né? Porque um saia pra trabalhar e se encontravam pouco e agora com todo mundo em casa deu aquele boom. Você tem que tomar uma decisão e ter coragem pra mudar. Se não, você vai viver infeliz o resto a vida”, encerrou.

Sequelas da Covid-19.

Em abril, Joelma decidiu usar as redes sociais para deixar um alerta para seus milhões de seguidores. A famosa, que teve Covid-19 no ano passado, falou das sequelas da doença e pediu que as pessoas tomem cuidado. Quase um ano depois, ela ainda não estava se sentindo 100% recuperada.

“Gente, deixa eu falar um negócio muito importante para vocês. Eu peguei Covid em julho e até agora, eu estou cuidando das sequelas. No final de janeiro tive uma recaída. Agora, não sei se tive uma recaída ou se peguei de novo, mas fiquei muito mal de novo, viu? Eu estou cuidando até agora das sequelas”.

Depoimento

Em outro ponto, a musa explica que entende que algumas pessoas não ficam com sequelas, mas ouviu muitos outros relatos de quem tratou das sequelas durante muito tempo depois da doença. “Conheço gente que não ficou com sequela nenhuma, mas conheço muitas pessoas que estão com mais meses do que eu, tipo 10 meses, e ainda estão cuidando de sequelas”, disse ela, deixando um alerta aos fãs.

O negócio é sério, gente. O negócio é muito sério. Bora se cuidar, cuidar da alimentação, aumentar essa imunidade aí. Beijo e se cuidem, tá! Fiquem em casa! Se precisarem sair, use máscara! Se cuidem direitinho”, concluiu.

MAIS LIDAS

Thiago Freitas
Marketing - Centro Universitário de Belo Horizonte. Atua como redator para o nicho de TV e famosos.
Veja mais ›