Juju Salimeni mostra boa forma em vídeo arrasador

Juju Salimeni vira e mexe deixa os fãs eufóricos com fotos e posts inusitados. Nos últimos dias, a gata que fez 35 anos recentemente, divulgou um vídeo com um body arrasador, e provocou a imaginação dos marmanjos com toda a sua boa forma.

No momento da gravação, a ex-panicat ainda exibiu as marquinhas bem atualizadas, e o bumbum bem durinho e torneado. De salto alto, elogios na publicação não faltaram.

SELECIONAMOS PARA VOCÊ

“Caramba, que mulher mais gata”, disse um rapaz. “Eu amo tanto a beleza dessa menina”, comentou a segunda pessoa. “35 com carinha de neném”, afirmou a última admiradora.

Maternidade

Solteira, Juju Salimeni recentemente tirou a dúvida de uma vez por todas dos fãs, e respondeu os motivos que não lhe fazem querer ser mãe. Segundo a própria, a decisão não está ligada as possíveis mudanças no corpo.

“O povo adora julgar, mas não quer saber a visão de cada um. Não é uma decisão eterna, pode ser que mude algum dia. Nunca tive esse sonho. Não sinto vontade de ser responsável por outra vida. Tenho desejos e planos que não quero abrir mão e como mãe teria que fazê-lo. Ser mãe é um compromisso eterno que não me sinto apta a assumir. Não tem nada a ver com corpo, porque sei que sou capaz de voltar a forma totalmente. Simplesmente não tenho vontade e isso é normal”, declarou.

Assédio sexual

Juju foi uma das primeiras panicats do extinto Pânico na TV. Em conversa ao Jota Podcast, ela disse que hoje quando analisa as experiências dentro do programa, percebe ter sido vítima de assédio sexual.

“Acho que abuso sexual, muitas mulheres passaram. Abuso psicológico eu arrisco a te falar que 100%. Pouquíssimas não passaram. Hoje eu reconheço. Classifico o que eu passei no Pânico como abuso total. Era assédio moral, por você estar ali sendo humilhada. Tem jeitos e jeito de brincar. Hoje as mulheres conquistaram um espaço maior e respeito. Hoje é inadmissível tratar uma mulher do jeito que eles tratavam. Era um assédio moral o tempo inteiro”, disse ela.

Logo em seguida, a modelo fitness ainda relatou o preconceito e machismo descarado que a mulherada sofria. “Existia muito preconceito com as mulheres que trabalhavam com a sensualidade na TV. Ainda existia uma coisa como ‘se ela está ali de biquíni, trabalha com a sensualidade, e está disponível para qualquer coisa. Acha que se oferecer qualquer coisa, ela vai, que vive disse”, falou.

Confira:

O que você achou? Siga @siteentrete no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Rafael Carvalho
Formado em Jornalismo pela Faculdade das Américas (FAM), já apresentou programa de entretenimento relacionado ao mundo dos famosos e entrevistou artistas do meio.
Veja mais ›