Juju Salimeni fala de críticas após novo namoro em menos de 2 meses

publicidade

A influenciadora Juju Salimeni resolveu quebrar o silêncio referente as críticas do seu novo relacionamento. Nesta terça-feira (10), a beldade abriu uma caixinha de perguntas no Instagram e falou sobre o assunto.

Desde que assumiu o namoro com o fisiculturista Diogo Basaglia, menos de dois meses após terminar com Helisson Dias, a apresentadora do Juju Bootcamp tem sido alvo de comentários de ódio nas redes sociais.

publicidade

SELECIONAMOS PARA VOCÊ

“Foi rápida em engatilhar outro relacionamento. Esqueceu rápido!”, perguntou o internauta. Logo depois Juju falou seu ponto de vista sobre a vida e destacou que chegou em um local de maturidade sobre seus relacionamentos afetivos.

“Vamos lá… Demorei 35 anos para entender que a vida pode mudar da noite para o dia, que não sou obrigada a permanecer onde não estou mais feliz e o principal: não devo nada a ninguém. Aprendi a ser fiel aos meus sentimentos e me escolher em primeiro lugar”, iniciou a famosa.

“Homem faz isso o tempo todo, mas mulher não pode, né? Prefiro ser assim a ser uma hipócrita que se esconde atrás de um relacionamento que não me satisfaz mais como a grande maioria das pessoas fazem e ainda traem os parceiros. Eu sou honesta comigo e com quem está comigo, libero a pessoa para ser feliz! Ontem eu queria uma coisa, hoje eu quero outra e assim será, como eu quiser, no momento que eu quiser”, respondeu Juju.

Vale destacar que, apesar de recente, Juju e Diogo estão bem firmes. Nas redes sociais os dois estão exibindo pulseiras idênticas, que simbolizam a união do casal que estão assumiram o relacionamento durante uma viagem por Cancún, no México.

Juju Salimeni (Reprodução/Instagram)
Juju Salimeni (Reprodução/Instagram)

Reflexão

publicidade

Sempre muito sincera com os seguidores, recentemente Juju fez um novo relato sobre os reflexos da depressão em sua vida. A famosa revelou que a doença acabou lhe fazendo ter um novo posicionamento quanto ao modo de lidar com sua saúde.

“Descobri o amor próprio depois de uma depressão. Fui ao fundo do poço e lá enxerguei o meu verdadeiro valor”, disse ela, que passou por momentos difíceis.

“Eu tive depressão. Começou com crise de ansiedade por causa de estresse e pressão. Depois foi se desenvolvendo para uma síndrome do pânico, que durou muito tempo e, quando dei por mim, já estava em depressão. Tem dez anos que tive minha primeira crise de pânico na vida. Desde então, faço tratamento psiquiátrico e tomo remédio para ansiedade todos os dias. Controlo isso e vivo normalmente. Mas há quatro anos comecei a entrar numa fase de depressão que não sabia que era depressão. Não entendia bem o que era”.

publicidade

 

O que você achou? Siga @entreteoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›