Juju Salimeni revela que não suporta usar ESSA peça

Juju Salimeni tem o costume de ser muito sincera com seus fãs nas redes sociais. É comum que ela responda aos questionamentos de seus seguidores e faça uma série de revelações a respeito de sua vida pessoal.

Em sua conta oficial no Instagram, a ex-panicat foi questionada por um fã sobre o uso de sutiã. Ela contou que não suporta utilizar a peça íntima. “Quanto tempo você não usa sutiã? Como você conseguiu se livrar?”, perguntou uma usuária, que já sabia da escolha de Juju.

SELECIONAMOS PARA VOCÊ

Não uso desde que coloquei a primeira prótese de silicone. Eu tinha uns 19 anos, então faz mais de 15 anos que não uso sutiã. Eu nunca gostei, não suporto nada me apertando. Então, me livrar deles foi a coisa mais fácil do mundo”, contou a famosa.

Falou sobre relações

Em entrevista recente para a revista Quem, Juju Salimeni falou sobre alguns assuntos pessoais. Na ocasião, ela desabafou e disse que é uma pessoa exigente.

“Hoje sou uma mulher muito mais madura e consigo dialogar muito mais. Entendi que todo relacionamento precisa de parceria e principalmente comunicação. Mas hoje eu não admito mentiras nem traição. Na minha opinião, traição não é um erro, é uma escolha, e se a pessoa escolheu trair sua confiança não existe segunda chance, é o fim”, disse.

Na sequência, ela disse que sofreu de depressão depois do término de uma relação de 15 anos e comemora o encontro com Diogo Basaglia, seu atual namorado.

“Eu o conheci no dia do meu aniversário, uma amiga nos apresentou. O que mais me chamou atenção nele a princípio foi a discrição e logo nos próximos dias a gente percebeu que tinha o mesmo jeito. Somos muito parecidos em tudo, inclusive a gente fala que ele é a minha versão masculina e eu a versão feminina dele (risos). Também vivemos uma rotina de treinos e dieta bem rígidos”, finalizou.

Machismo

Em outra entrevista, agora ao colunista Leo Dias, do portal Metrópoles, Juju Salimeni falou sobre machismo e relembrou o difícil ambiente do extinto programa Pânico na TV.

“Não era feliz, mas não posso reclamar. Foi um treinamento de guerra. Não cuspo no prato em que comi, mas não era saudável mentalmente. Lixo. Mulher era um pedaço de carne. Mas meu sustento vinha dali. A gente ganhava R$ 200 por gravação. Se tivesse uma só no mês ou duas, era isso. Mas tínhamos vários eventos, presenças VIP… não parávamos. Foi um ótimo início”, disse.

O que você achou? Siga @siteentrete no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Thiago Freitas
Marketing - Centro Universitário de Belo Horizonte. Atua como redator para o nicho de TV e famosos.
Veja mais ›