Juliana Paes sofre com o calor do Pantanal e faz desabafo

A atriz Juliana Paes está em um novo trabalho: ela vai fazer parte do elenco da novela Pantanal, que estreia na Globo ainda nos primeiros meses de 2022. No último final de semana, a famosa participou do programa Altas Horas e, ao conversar com o apresentador Serginho Groisman, falou a respeito da trama. Ela, que tem feito gravações no Mato Grosso do Sul, desabafou sobre algumas dificuldades.

Você saiu do banho e já está pingando. Mas é um calor maravilhoso, principalmente pelo calor humano. Eu estou bronzeada pelo Pantanal. Estamos entre idas e vindas de gravações. São pessoas maravilhosas, uma equipe maravilhosa que está ajudando a gente por lá. Há uma estrutura para a gente gravar nos lugares. Não estamos em hotéis, estamos ficando em fazendas. Então tem os peões, a turma toda… eu volto e já fico com saudades”, contou a artista, que vai interpretar Maria Marruá, mãe de Juma Marruá, no remake da história.

SELECIONAMOS PARA VOCÊ

A polêmica recente

Você se lembra? Alguns meses atrás, Juliana Paes acabou gerando polêmica nas redes sociais ao divulgar um vídeo em que falou sobre política. Ela se colocou contra o presidente Jair Bolsonaro e o ex-presidente Lula, mas gerou controversas por alguns detalhes. Em entrevista ao jornal O Globo, ela desabafou.

Fiquei instável, me desestabilizou. Pensei: ‘Fui respeitosa, não fui agressiva, o que pode ter feito surgir algo raivoso?’. Talvez, tenha subestimado meu poder de opinião. Tomou uma proporção maior do que eu podia alcançar. Recebi mensagens de Brasília, de advogados, juízes. Minha assessoria fazer uma triagem do que era relevante ler. Porque era impossível ler tudo”, desabafou a artista brasileira.

Paes fala de liberdade

Em outro momento, ela falou que tudo mudou depois da polêmica. “Eu vivia um momento ótimo, quieta, cuidando das crianças. Mas comecei a receber mensagens e indiretas que me trouxeram aquela velha sensação de angústia. Não fiz aquilo para ninguém, só queria falar de mim. Talvez tenha levantado a bola sobre uma questão séria que vivemos, a dificuldade de conversar sem romper. E também sobre a real liberdade de escolha em se posicionar”, disse ela, que concluiu na sequência.

O debate público está falido. Ninguém está disposto a ouvir o outro. Ninguém conversa de verdade. As pessoas precisam estar mais comprometidas com o resultado de seus debates do que com ganhar ou perder uma guerrinha verbal. Debater ideias não tem a ver com atacar, colocar o outro no lugar de quem não sabe nada, dizer que ele vive numa bolha porque não concorda com o tudo que você diz”, concluiu.

O que você achou? Siga @siteentrete no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

MAIS LIDAS

Thiago Freitas
Marketing - Centro Universitário de Belo Horizonte. Atua como redator para o nicho de TV e famosos.
Veja mais ›