Karol Conká abre coração e fala de cuidados com a saúde mental

publicidade

A rapper Karol Conká confessou que não superou totalmente os traumas causados pela sua participação no Big Brother Brasil 21. A declaração da artista foi dada durante entrevista para o podcast de Whindersson Nunes.

No bate-papo, Karol abriu o coração e disse que ainda revive as críticas que as pessoas fizeram para ela no programa. A famosa afirmou que tem travado uma dura batalha para se manter saudável por conta dos problemas enfrentados diariamente.

publicidade

SELECIONAMOS PARA VOCÊ

“Minha batalha é para não cair numa depressão. Faço acompanhamento para isso, Tem várias coisas que pegam para mim, desde o trauma de se expor, se reconhecer ali naquelas atitudes ruins, a me sentir vendida. Me me sinto uma coisa, como se fosse um negócio, que as pessoas jogam para lá e para cá e tiram suas próprias conclusões”, disse.

Apesar de ser alvo da maior rejeição da história do reality global, Karol afirmou que ainda tem muitos fãs. A cantora disse que desde então tem se mantido distante das redes sociais, mas que é muito cobrada para ser mais ativa.

Karol contou que o tempo todo se questiona ao ver as cobranças dos fãs: “Por que eu vou fazer isso? Eu não estou bem, não estou legal. É claro que eu consigo dar risada de algumas coisas. Mas se fosse em outra situação essa entrevista, a gente estaria rindo muito mais”.

Criticas não param

A rapper, que bombou com o hit Dilúvio, disse que é muito triste lidar com a constante desconfiança de parte das pessoas, mesmo ela tendo se desculpado e deixado claro seus erros cometidos no programa.

publicidade

“É muito ruim quando a gente transfere as nossas angústias para outras pessoas. Eu fiz isso e sei que não é bom. Então, não vai trazer nada de bom para essas pessoas transferir a angústia delas para cima de mim, que estou tentando ser uma pessoa melhor, que estou fazendo exatamente o que me pediram para fazer.

“Ouvia: ‘Vai se tratar, vai ser uma pessoa melhor’. Aí estou nesse processo e continuam: ‘Tá fingindo. Olha lá, está atuando. Não chorou na saída do reality, está chorando agora por quê?'”.

Ao ouvir o desabafo da entrevistada, Whindersson assumiu que também foi uma das pessoas que fez críticas à postura contraditória, principalmente quando ela fez comentários preconceituosos sobre o nordeste. “Comecei a pensar, se é real a história de fé, de energia, se for verdade isso. Se depender de tudo isso que estou lendo, a pessoa vai sair de lá com um outro braço na barriga. Não vou participar dessa parada”, explicou ele.

publicidade

 

O que você achou? Siga @entreteoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›