Leo Picon volta às redes sociais após chamar menino de traficante

Leo Picon
Leo Picon (Reprodução/Instagram)

O influenciador digital Leo Picon voltou a suas redes sociais após se envolver em uma polêmica e chamar um jovem no Recife de traficante. Em sua conta oficial do Instagram, o famoso fez um desabafo sobre ter sumido por um tempo de suas redes sociais.

“Certas coisas você só vê quando desacelera e usei desse tempo para desacelerar, aprender, encarar de frente pendências, passar mais tempo com quem amo e evoluir a partir de qualquer circunstância que a vida nos impor… ao respeitar nossos sentimentos crescemos e quando reconhecemos nossas fraquezas nos fortalecemos!”, iniciou ele.

“Mesmo que contra nossa vontade, passaremos por momentos difíceis ao longo da vida. Como os encaramos que vai definir o tipo de pessoa que somos e quais transformações traremos a partir deles! Estou pronto para evoluir com cada acontecimento de minha vida, crendo que nada deve ser visto como bom ou ruim e sim como uma experiência necessária pra nossa jornada que é grandiosa demais para sermos capazes de compreender tudo imediatamente. O tempo coloca tudo em seu devido lugar e coroa tudo aquilo que é real, genuíno e de coração. E aqui estou, de volta!”, finalizou.

Entenda

No ultimo mês, o famoso em uma viagem para Recife, no nordeste, decidiu brincar com um jovem durante um passei de carro. Na ocasião, Picon aproximou do garoto e lhe chamou “Traficante de Recife”.“Vou mostrar como se fala espanhol com o traficante de Recife”, disse ele.

Se explicou

Logo após ter o seu nome entre os assuntos mais comentados das redes sociais, Leo Picon se explicou em sua conta do Instagram:

“Eu vinha fazendo vários vídeos em espanhol e lidando com o que eu estava vivendo no dia a dia lá em espanhol, em tom de brincadeira, como se fosse algo voltado à la mafia espanhola [fala com sotaque espanhol]. Eu me referi a uma criança como traficante e eu filmei isso. Fiz questão de escrever ‘traficante de informação’ porque, pô, dentro do contexto todo”, iniciou ele.

“Colocam em diversos portais e fica saindo que eu chamei uma criança de traficante, começam a levantar pautas de elitismo e de sei lá o que, quando na verdade não tem nada a ver. Foi uma brincadeira em que, obviamente, quando pega um fragmento e colocam fora de contexto, fica fácil… É um prato feito para quem quiser me atacar, pra quem quiser me descredibilizar, para quem quiser criar uma narrativa que jogue contra mim”, disse ele.

Veja mais ›