Letícia Colin fala sobe vida íntima após dar à luz

Assim como a maioria das famosas falam, a atriz Letícia Colin declarou em conversa com o jornal O Globo, que a sua vida íntima com o esposo Michel Melamed, mudou após o nascimento do filho Uri, de um ano e sete meses de vida.

“O nascimento de um filho é desafiador para o casal. Ou muda para melhor ou para pior. No nosso caso, fortaleceu. Depois de a mulher produzir um ser humano, acho que deveria existir uma imunidade de um ano, considero justíssimo não querer transar. Não só a mulher como o homem. Para lidarem com o bebê, ambos precisam se conectar com os bebês que foram no passado. É um resgate. Não importa muito o papel sexual que é desempenhado ali”, afirmou ela.

SELECIONAMOS PARA VOCÊ

Na sequência, a famosa confessou que assim que descobriu a gravidez, se preocupou com uma possível depressão pós-parto. “Falei: ‘Quero ser mãe. Qual será a nossa estratégia?’. Ela [médica] respondeu: “Maravilhoso, vai dar tudo certo”. Sua palavra foi um axé. Levei o Michel numa consulta e ela explicou a medicação que eu tomo”, apontou.

Após a consulta, ela refletiu sobre a ida do marido na luta contra o seu medo. “Pensei: ‘Se ele veio até aqui é porque me ama inteiramente, a gente está casado mesmo’. Venci meu medo, consegui ir em frente e construir minha família. Passou a primeira semana, a segunda, a terceira e… não tive depressão pós-parto! E tenho um filho que está se desenvolvendo lindamente”, argumentou.

Coronavírus

Letícia Colin foi mais uma das atrizes que foi infectada pelo coronavírus. Ao lado da família, a artista que está longe das novelas da TV Globo destacou que foram momentos difíceis.

“Meu filho de 1 ano ensopava suas roupinhas e lençóis. Era muita febre. Eu bambeava, delirante, me sentindo sem corpo, segurando no colo meu bebê e o desejo de viver. As dores nossas deixavam as horas mais lentas e assustadoras. Era a presença da doença com sua foice olhando bem no meio da nossa cara. Meu companheiro da vida, meu abraço, meu amor Michel tossia intensamente e caminhava se apoiando nas paredes nossas únicas arestas. Ele olhava pra mim e dizia: ‘Nós precisamos sobreviver”, afirmou.

Ao concluir, ela demonstrou gratidão pela vida após ter vencido a doença. “Nós não morremos, e é por isso esse ensaio. Nossa família sobreviveu à COVID-19 e seguiremos fazendo arte com poesia e alma pra agradecer e celebrar cada segundo com saúde sobre a terra”, finalizou.

O que você achou? Siga @siteentrete no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Rafael Carvalho
Formado em Jornalismo pela Faculdade das Américas (FAM), já apresentou programa de entretenimento relacionado ao mundo dos famosos e entrevistou artistas do meio.
Veja mais ›