Luana Piovani detona influencers ao falar de tribo desaparecida

publicidade

Quem acompanha a atriz Luana Piovani nas redes sociais sabe que ela não costuma ter papas na língua. Muito irritada com o sumiço do povo indígena yanomamis, a famosa soltou os cachorros contra influenciadores que só ligam para futilidades e publicidades.

“Você tem ídolo, você segue pessoas que você gosta aqui no Instagram? Então faz um favor, dá uma cobrada no seu ídolo sobre a situação dos yanomamis, os povos originários aí do nosso Brasilzão. Duas crianças foram estupradas, uma criança de 3 anos foi jogada no rio e 25 yanomamis morreram. Uma aldeia foi dizimada, desapareceu, ninguém tem notícia. O Brasil é um catálogo de tragédias, isso a gente já sabe, mas o que mais me choca é ver que ninguém faz nada”, falou.

publicidade

SELECIONAMOS PARA VOCÊ

Ao dar sequência, a ex-esposa de Pedro Scooby detonou os ‘famosos’ que estão desesperados por campanhas publicitárias no Dia das Mães, e fingem não saber do acontecido em Roraima.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

“Não estou falando do governo, tem muitos anos que eu não espero nada do governo. […] Mas vai aí no seu ídolo e cobra uma posição. Na hora que os 10 primeiros instagramers mais seguidos do Brasil começarem a falar e parar, nem que seja por um dia, de fazer publi… Mesmo sabendo dos contratos, faz, questiona, vai nos stories, faz vídeo, pergunta. Não dá pra ficar vendendo produto para o ‘Dia das Mães’ sendo que duas crianças foram estupradas. E você está aí vendendo seu kitzinho mãe feliz? Pelo amor de Deus gente, cadê a união? Vamos parar de fazer fortuna e trazer das coisas como se fôssemos uma sociedade. A minha vontade é de marcar as pessoas. Vai ver nesse mundo maravilhoso da bolha que essa pessoa viva ainda não chegou essa informação. É a única explicação para que eles não estejam questionando isso”, argumentou ela.

Pediu união

Em um outro trecho da conversa, Luana Piovani admitiu ser uma ‘formiguinha’ em comparação aos artistas que são mais seguidos no Instagram e que deveriam falar sobre a tragédia com a população indígena de Roraima.

“Eu sigo vários perfis, Zélia Ducan, Débora Falabella.. Mas cadê os gigantes? Somos formiguinhas, mas as redes sociais comandam o nosso país e o mundo. Vamos levantar a tal da hashtag, parece ridículo, mas funciona. Vamos marcar os governadores do norte do país, vamos marcar as autoridades.. Cadeosyanomami. Cadê? Quem matou Marielle que até hoje não sabemos nada? Até quando vamos ficar anestesiados com pão e circo? Hein?”, finalizou.

O que você achou? Siga @entreteoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›