Ludmilla dá bronca em fã e motivo surpreende

A cantora Ludmilla não gostou nada e deu uma bronca em um fã. Tudo isso porque o rapaz disse que deixaria de pagar a taxa de inscrição do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) para guardar o dinheiro do ingresso de NumaNice, o seu projeto de pagode.

No Twitter, o fã da cantora disse que a sua prioridade era guardar o dinheiro do ingresso:  “Ia fazer enem esse ano, mas desisti porque agora eu pago, está [custando] 85 reais e to juntando dinheiro para o Numanice… tenho minhas prioridades!”, disse ele.

SELECIONAMOS PARA VOCÊ

Irritada, Ludmilla respondeu o rapaz: “Para de maluquice! Paga esse Enem e me manda seu nome e de um acompanhante que eu deixar anotado pra te colocar na lista de convidados pra quando o Numanice for pra Salvador”, respondeu ela.

Racismo e preconceito

Recentemente, Ludmilla foi a convidada do podcast Mano a Mano, apresentado por Mano Brown. Durante o bate-papo, a funkeira abriu o coração e fez várias revelações. A cantora disse que passou por vários procedimentos estéticos por causa dos preconceitos sofridos durante os shows.

“Minha música estourou eu tinha 17 anos, a Fala Mal de Mim. Quando comecei a fazer cirurgia plástica, a primeira que eu fiz foi pra começar a ser aceita. No clipe não dá pra enxergar muito quem está cantando. Foi mais a voz, não a aparência. Muito contratante contrata, contrata, chegava no show e as pessoas viam quem era a MC Beyoncé. Falavam do meu nariz, da minha perna, do meu cabelo, e eu cantando e ouvindo aquilo”, contou.

“A gente aprendeu na escola que preto era feio, que cabelo crespo era horrível, que nariz largo é horrível, que beição grande era feio. Antigamente a gente não falava sobre racismo assim, abertamente, em todo lugar com as pessoas, aí, então a gente ia vivendo e esse era o certo”, completou.

Ao concluir, Lud disse que aprendeu com o tempo a cuidar mais de si:

“Com o tempo, eu fui aprendendo, pegando posse, reforçando e cuidando mais de mim porque sabia que tinha mais gente se guiando pelos meus passos. Eu vivo e respiro música. Ninguém sabe disso, nunca falei isso em nenhuma entrevista. Mas, o tempo todo eu estou escutando música, compondo, pesquisando, escutando a história de alguém para me inspirar. É o tempo inteiro. Eu sou muito musical, eu amo o que eu faço”, encerrou.

O que você achou? Siga @siteentrete no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

MAIS LIDAS

Veja mais ›